publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
 
Resultado da busca pela categoria "brasil":
12.Nov.2018 | 18:22
 
Joaquim Levy, Ivan Monteiro e Mansueto na equipe de Paulo Guedes
 

Joaquim Levy foi ministro da Fazenda em 2015, no governo Dilma Rousseff.
 

Ao final de uma semana em que tomou conhecimento mais detalhado da realidade das contas do governo, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, também avançou na montagem de sua equipe. Ele acertou a presença de nomes já conhecidos na administração federal: Ivan Monteiro, Joaquim Levy e Mansueto Almeida vão participar do governo Jair Bolsonaro. Ivan Monteiro deve continuar na presidência da Petrobras na gestão Jair Bolsonaro; Joaquim Levy, que está no Banco Mundial, deve ser o presidente do BNDES e Mansueto Almeida pode continuar na Secretaria do Tesouro ou ser o Secretário de Fazenda - cargo que corresponderia ao de ministro da Fazenda , mas que, com a nova estrutura administrativa, perde o status de ministro para ficar abaixo do ministro da Economia, que será de Paulo Guedes. Para dar resposta às tantas atribuições que terá a partir de janeiro do ano que vem, Guedes escolherá também o secretário de Planejamento e também o secretário de Indústria e Desenvolvimento, cargos correspondentes aos dos ministros de hoje. A permanência de Ivan Monteiro na presidência da Petrobras já foi comunicada ao atual governo. Monteiro também fez uma apresentação sobre os números da companhia ao vice-presidente eleito Hamilton Mourao e foi elogiado pelos resultados obtidos; e também teve conversa com o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. As conversas com Joaquim Levy evoluíram ao longo da semana e com Mansueto Almeida se tornaram mais frequentes. É com ele que Paulo Guedes tem tomado conhecimento da realidades dos números da economia brasileira. Os nomes poderão ser oficialmente anunciados esta semana. (G1).


 
 
(0) comentário(s)
07.Nov.2018 | 09:00
 
Paulo Guedes participa de reunião inaugural da equipe econômica
 

Fátima Meira / Futura Press/Folhapress - 06.11.2018.
 

O economista Paulo Guedes, confirmado para assumir o superministério da Economia (que agregará as pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio), coordena nesta quarta-feira (7) a reunião inaugural da equipe econômica de transição, no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), onde integrantes dos dois governos ficarão até o final de dezembro. Guedes defendeu na terça-feira (6) a votação, ainda neste ano pelo Congresso Nacional, de uma "parcela do texto atual" da reforma da Previdência, aprovada em comissão especial da Câmara dos Deputados. Para o presidente eleito Jair Bolsonaro, como ele disse em várias ocasiões, é importante avançar, em consonância com o Congresso Nacional, todos os pontos possíveis Pessoalmente, ele disse ser favorável à fixação de idade mínima para os funcionários públicos salvo exceções. Bolsonaro recomenda que homens se aposentem aos 61 anos, no caso do serviço público, e as mulheres aos 56. Porém, ressalta que é necessário avaliar cada situação e ter a concordância dos parlamentares. Guedes negou na terça-feira (6) a possibilidade de renegociação da dívida pública. Ele disse que houve um mal-entendido sobre a necessidade de conter a expansão do endividamento do governo.“Não se pensa nisso [na renegociação ou na auditoria da dívida pública]. Isso não existe, isso não é um problema. O que existe é uma preocupação com a dívida." Segundo o futuro ministro, o Brasil precisa diminuir o pagamento dos juros da dívida pública. Ele, no entanto, negou que isso signifique uma renegociação. Da Agência Brasil.


 
 
(0) comentário(s)
01.Nov.2018 | 11:16
 
Moro aceita convite de Bolsonaro para ser ministro da Justiça
 

Sergio Moro e Paulo Guedes na porta do condomínio de Bolsonaro, na Barra da Tijuca — Foto: Henrique Coelho/G1.
 

O juiz federal Sergio Moro vai ser o ministro da Justiça de Jair Bolsonaro. Ele deixou, às 10h45 desta quinta-feira (1), a casa de Jair sem dar entrevistas, mas soltou nota na sequência confirmando o aceite. A reunião, no condomínio na Barra da Tijuca, durou cerca de uma hora e meia. Paulo Guedes, anunciado ministro da Economia, foi embora no carro que levou Moro.

A íntegra da nota de Moro

"Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na proxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar, pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências".

Moro disse ainda que convocará coletiva para a semana que vem, a fim de detalhar seu trabalho. (G1).


 
 
(0) comentário(s)
29.Out.2018 | 20:26
 
'Quem roubar vai para a cadeia e Bolsonaro joga a chave fora', diz Lorenzoni sobre Petrobras
 

Foto: Reprodução.
 

Futuro ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Onyx Lorenzoni (DEMRS) disse que a equipe do presidente eleito quer saber "a verdade da Petrobras no Brasil". Ao ser questionado sobre qual será a política de preços adotada pela estatal, Lorenzoni afirmou que tem "curiosidade" em saber o que o presidente Michel Temer sabe sobre a Petrobras e que, no governo Bolsonaro, "quem roubar vai para cadeia e ele (Bolsonaro) joga a chave fora". "A Petrobras passou por um período que passou da 7ª petrolífera no mundo para a 28ª, graças á roubalheira e à utilização inadequada da empresa", disse, nesta segunda-feira, 29, no hotel Windsor, na Barra da Tijuca. "Hoje, o Brasil vive um drama em relação aos combustíveis, o cidadão brasileiro paga uma conta absurda por conta dos equívocos cometidos no passado", acrescentou. Lorenzoni também disse que a equipe "está dando o primeiro passinho hoje" e que é razoável pedir que todos tenham "um pouquinho de paciência" para que Bolsonaro possa conhecer a realidade do atual governo. "Com base nos conceitos que nós propagamos ao longo de toda campanha, podemos servir a todo o Brasil", argumentou. O deputado já admitiu, no ano passado, ter recebido R$ 100 mil em caixa 2 da JBS. Um executivo da Odebrecht também afirmou que, em 2017, Lorenzoni teria recebido R$ 175 mil via caixa 2 da empresa. Segundo Alexandrino Alencar, em delação premiada à força-tarefa da Operação Lava Jato, na planilha 'Drousys' - programa de controle dos desembolsos ilícitos do grupo -, o parlamentar era identificado pela alcunha "Inimigo". O inquérito que investigava o caso da Odebrecht e Onyx foi arquivado pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República. Onyx Lorenzoni também foi o relator na Câmara do projeto do Ministério Público Federal, as 10 Medidas contra a Corrupção. (Fonte: Política Estadão).


 
 
(0) comentário(s)
29.Out.2018 | 10:11
 
Jair Bolsonaro é eleito presidente e interrompe série de vitórias do PT
 

 

Jair Messias Bolsonaro, do PSL, foi eleito o 38º presidente da República neste domingo (28) ao derrotar em segundo turno o petista Fernando Haddad, interrompendo um ciclo de vitórias do PT que vinha desde 2002. A vitória foi confirmada às 19h18, quando, com 94,44% das seções apuradas, Bolsonaro alcançou 55.205.640 votos (55,54% dos válidos) e não podia mais ser ultrapassado por Haddad, que naquele momento somava 44.193.523 (44,46%). Com 100% das seções apuradas, Bolsonaro recebeu 57.797.073 votos (55,13%) e Haddad, 47.039.291 (44,87%). No discurso da vitória, Bolsonaro afirmou que o novo governo será um "defensor da Constituição, da democracia e da liberdade". Aos 63 anos, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991 e dono de uma extensa lista de declarações polêmicas, Jair Bolsonaro materializou em votos o apoio que cultivou e ampliou a partir das redes sociais e em viagens pelo Brasil para obter o mandato de presidente de 2019 a 2022.


 
 
(1) comentário(s)
28.Out.2018 | 12:23
 
Haddad vota em escola de São Paulo
 

Haddad vota em São Paulo — Foto: Marcelo Brandt/G1
 

Em São Paulo, Haddad chegou ao colégio Brazilian International School, onde ele vota, acompanhado da mulher, Ana Estela. O candidato do PT deu entrevista aos jornalistas depois de votar. "A gente tem uma grande expectativa de um dia de muita paz para os brasileiros e brasileiras. Espero que o dia transcorra com muita tranquilidade, sem nenhum ato de violência. Espero que as pessoas que vão votar hoje na nossa candidatura tenham muita tranquilidade ao ir votar", afirmou Haddad. Diferentemente da votação do primeiro turno, quando Ana Estela vestiu vermelho, nem Haddad nem a mulher usaram as cores do PT no local de votação.  Antes de ir para a escola, Haddad participou com Ana Estela de um café da manhã com lideranças do PT em um hotel na região central da cidade. Após a votação deste domingo, o candidato do PT segue para um hotel em São Paulo, onde acompanhará a apuração e concederá nova entrevista após o resultado. Pouco antes de Haddad votar, houve um princípio de confusão em frente à escola onde Haddad votou. Um apoiador de Bolsonaro discutiu com apoiadores do candidato do PT. Em pouco tempo, policiais e outras pessoas que estavam ao redor do grupo separou as pessoas que discutiam.


 
 
(0) comentário(s)
28.Out.2018 | 12:19
 
Bolsonaro vota no Rio sob forte segurança
 

Jair Bolsonaro (PSL) vota na Zona Oeste do Rio. Foto: Reprodução.
 

Bolsonaro votou na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio. O capitão do exército estava acompanhado da mulher, Michele. Ele vestia um colete à prova de balas, segundo a assessoria do candidato informou ao site G1. O esquema de segurança na zona eleitoral da Vila Militar foi reforçado com grades e uma maior presença da Polícia do Exército. As polícias militar e federal também trabalharam na operação de segurança do candidato do PSL. Uma hora antes do início da votação, o local passou por uma varredura em busca de bombas ou outros explosivos. Cães e equipamentos foram usados na vistoria de segurança. Além disso, os eleitores que votam na escola Rosa da Fonseca tiveram que passar por uma barreira para revista por integrantes das Forças Armadas. Bolsonaro entrou na escola pela parte de trás, frustrando eleitores que o aguardavam na entrada da zona eleitoral. Após votar, ele tentou sair pela entrada principal da instituição de ensino e acenou para seus apoiadores, porém, a movimentação do candidato do PSL gerou um grande tumulto. Diante da confusão, ele foi obrigado a retornar para a área interna do colégio e sair pelos fundos com forte escolta policial. Ao deixar o local, Bolsonaro chegou a colocar parte do corpo para fora do carro e acenar, mas foi obrigado a voltar para dentro do carro.


 
 
(1) comentário(s)
26.Out.2018 | 10:05
 
Bolsonaro tem 60,6%, Haddad 39,4%, segundo Paraná Pesquisas – Empiricus
 

Foto: Recorte
 

A última pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas e Empiricus, publicada nesta sexta-feira (26), revela que Jair Bolsonaro (PSL) tem 60,6%, enquanto Fernando Haddad (PT) possui 39,4%. Nos votos totais, com a intenção de voto (estimulada), Bolsonaro tem 53% e o petista 34,4%. Cerca de 8,8% não escolheram candidatos e 3,9% não sabem. A rejeição ao capitão do Exército ficou em 54,5% (de 55,2%) e a Haddad em 39,4% (de 38%). A amostra foi de 2.120 eleitores em 26 estados e DF (160 municípios) e realizada entre os dias 23 e 25 de outubro. O grau de confiança é de 95%. A margem de erro é de 2% para os resultados gerais. O registro no TSE é o BR-06785/2018.


 
 
(0) comentário(s)
19.Out.2018 | 11:00
 
Bolsonaro tem 64% dos votos válidos ante 36% de Haddad, mostra pesquisa DataPoder360
 

 

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, aparece com 64% por cento dos votos válidos, contra 36 por cento do petista Fernando Haddad, de acordo com pesquisa do DataPoder360 divulgada nesta sexta-feira. Essa é a primeira pesquisa do instituto no segundo turno da eleição presidencial. Simulação de segundo turno entre Bolsonaro e Haddad feita entre os dias 3 e 4 de outubro, portanto antes do primeiro turno realizado no dia 7, mostrava o ex-capitão do Exército com 51 por cento dos votos válidos, contra 49 por cento do petista. Quando considerados os votos totais, de acordo com o levantamento do DataPoder360, Bolsonaro soma 57 por cento e Haddad tem 31 por cento. Brancos e nulos somam 9 por cento e o percentual dos que não sabem ou não responderam é de 3 por cento. O DataPoder360 entrevistou 4 mil pessoas por telefone entre quarta e quinta-feira. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais. O segundo turno da eleição está marcado para o dia 28 de outubro. (Fonte: Infomoney).


 
 
(1) comentário(s)
18.Out.2018 | 11:41
 
Cruzeiro é campeão da Copa do Brasil em jogo marcado por polêmicas contra o Corinthians
 

Foto: Reprodução.
 

O Cruzeiro se sagrou campeão da Copa do Brasil pela sexta vez em sua história, sendo a segunda consecutiva. Em um jogo marcado por polêmicas com o árbitro de vídeo (VAR), a Raposa venceu o Corinthians por 2 a 1, em plena Arena, e garantiu a taça. Com a vantagem no confronto, o time celeste começou a partida atrás, tentando um contra-ataque para matar a partida. Aos 28 minutos, o atacante Barcos aproveitou falha da zaga corintiana e acertou a trave de Cássio. No rebote, Robinho mandou a bola para o fundo das redes e abriu o placar para a Raposa. Precisando da virada, o Corinthians partiu para cima no segundo tempo. Aos 10 minutos da segunda etapa, em um lance muito polêmico, o árbitro Wagner Nascimento dos Santos marcou pênalti de Thiago Neves em Ralf com ajuda do VAR. Jadson foi para cobrança e não deu chance para Fábio, igualando o marcador. Segundo Carlos Eugênio Simon, comentarista dos canais FOX Sports, não houve a infração. Minutos depois, novamente o VAR entrou em ação. Desta vez, o jovem Pedrinho marcou um golaço, mas a arbitragem assinalou falta de Jadson em Dedé no início da jogada e manteve o placar em 1 a 1. A Raposa ainda aproveitou a ida do Corinthians para cima e encaixou um contra-ataque fatal. O meia De Arrascaeta, que chegou nesta quarta-feira (17 de outubro).


 
 
(0) comentário(s)
16.Out.2018 | 11:24
 
Pesquisa: 70% já acham que Bolsonaro será o novo presidente
 

 

Pesquisa do BTG/FSB divulgada nesta segunda-feira, 15, mostra uma diferença de 18 pontos entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad: 59% a 41%. Esse é o resultado dos votos válidos, sem contar nulos e brancos. A rejeição de Haddad, segundo a pesquisa, já é maior do que a de Bolsonaro: 53% a 38%. A imensa maioria dos eleitores – 70% – considera que Bolsonaro será o futuro presidente do Brasil. 94% dos eleitores têm certeza de que votarão em Bolsonaro; 89% dos eleitores de Haddad estão certos de seu voto. A pesquisa foi feita por telefone e entrevistou dois mil eleitores com idade a partir de 16 anos nos 27 estados, nos dias 13 e 14 de outubro de 2018. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-07950/2018.


 
 
(0) comentário(s)
02.Out.2018 | 15:15
 
Bolsonaro cresce entre mulheres e mais pobres, mostra pesquisa
 

 

Mesmo com os protestos que levaram milhares de pessoas às ruas no último fim de semana, deflagrados pela campanha #EleNão, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) cresceu seis pontos percentuais entre as mulheres em menos de uma semana, de acordo com pesquisa Ibope divulgada nessa segunda-feira (1º). A preferência pelo candidato do PSL entre o eleitorado feminino passou de 18% para 24% na comparação com o levantamento divulgado na quarta-feira da semana passada (26). No geral, Bolsonaro subiu de 27% para 31%, segundo o instituto. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.  Em entrevista à GloboNews, a diretora-executiva do Ibope, Márcia Cavallari, atribuiu a mulheres de alta renda do Sudeste o maior crescimento de Bolsonaro entre as eleitoras. A pesquisa foi feita no sábado (29) e no domingo (30), quando foram realizadas manifestações contrárias e favoráveis ao deputado em centenas de cidades. Desde o início da série histórica, em 20 de agosto, Bolsonaro demonstra dificuldade para crescer no eleitorado feminino. Essa resistência, porém, diminuiu na última semana. Na comparação com levantamento do Ibope divulgado na segunda da semana passada (24), o capitão reformado cresceu dez pontos entre as mulheres. O líder nas pesquisas também aumentou seu apoio entre os homens desde a última quarta-feira, de 36% para 39%. O petista Fernando Haddad, que aparece na segunda colocação, tem 21% da preferência no eleitorado masculino 20% no feminino. No geral, Haddad tem 21% das intenções de voto, segundo o Ibope.

 


 
 
(0) comentário(s)
01.Out.2018 | 09:01
 
A 6 dias da eleição, Bolsonaro lidera em 18 Estados; Haddad, em 8
 

Os candidatos do PSL e do PT aparecem empatados na margem de erro na última pesquisa nacional, divulgada pela CNT
 

Levantamento com as pesquisas de intenção de voto mais recentes mostra que apenas o deputado Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) têm bom desempenho na maioria dos Estados. Foi elencada a intenção de voto dos 5 candidatos ao Planalto nas 27 unidades da Federação. O militar lidera em 18 Estados. Só perde para Fernando Haddad (PT) em Alagoas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Ciro Gomes (PDT), que tenta ser uma 3ª via no pleito, lidera somente no seu reduto eleitoral, o Ceará. Os dados foram compilados no agregador de pesquisas do Poder360 que, em parceria com a Google News Initiative, mantém o maior banco de dados com resultados de pesquisas de intenção de voto do Brasil. O acervo reúne todos os levantamentos com metodologia conhecida e nos quais foi possível verificar a origem das informações. O gráfico principal agrega todos os resultados e traça uma linha para cada candidato de acordo com seu desempenho em diferentes cenários, entre eles, as pesquisas mostradas neste levantamento. Na outra ponta está Marina Silva (Rede). A candidata viu seu eleitorado derreter e tem o pior desempenho em 16 Estados. A seguir, uma tabela com o levantamento, além do mapa de calor dos 2 principais candidatos da disputa: Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. Estão marcados em azul os percentuais de quem vence em cada localidade. Em vermelho, a menor intenção de voto apurada no Estado.

 

 

 
 
(0) comentário(s)
19.Set.2018 | 08:03
 
Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 28%; Haddad, 19%; Ciro, 11%; Alckmin, 7%; Marina, 6%
 

 

O Ibope divulgou nesta terça-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:


 
 
(0) comentário(s)
17.Set.2018 | 12:25
 
Bolsonaro sobe para 33% e Haddad vai a 16% em nova pesquisa BTG/FSB
 

 

Uma pesquisa de intenção de votos divulgada na madrugada desta segunda-feira (17), feita pelo banco BTG Pactual em parceria com o Instituto FSB, traz Jair Bolsonaro (PSL) na liderança com 33% das intenções de voto. Ele subiu três pontos percentuais em relação ao levantamento de uma semana atrás, fora da margem de erro. A pesquisa do BTG é a que tem dado maior pontuação a Bolsonaro na comparação aos outros levantamentos como o Datafolha e o Ibope. Fernando Haddad (PT) dobrou suas intenções de voto de 8% para 16% após ter sido confirmado oficialmente como candidato no lugar de Luiz Inácio Lula da Silva. Ciro Gomes (PDT), subiu dentro da margem de erro e chegou a 14%, ante 12% da semana anterior. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 6% e Marina Silva (Rede) tem 5%. 9% disseram não votar em ninguém, 2% votariam nulo ou em branco e 4% não souberam responder. 1% dos entrevistados não responderam à pesquisa.


 
 
(0) comentário(s)
 
  • :
 
 
 
comentários
 
Livramento: Preços abusivos em postos de gasolina continuam, mesmo depois de 10 reduções em refinarias
Marlucio
É só a população se unir e fazer um tipo boicote e aí quero vê se esses donos de postos de livramento...
 
Moradores de Livramento reclamam da falta de água em vários bairros
Cristiane Maria
Está embasa tá uma porcaria tanto no abastecimento de água quanto na ligação uma vergonha nem parece...
 
Moradores de Livramento reclamam da falta de água em vários bairros
Claudiney Pereira
E o interessante que muitas pessoas não ta vendo, é que se o registro estiver aberto com a passagem...
 
Moradores de Livramento reclamam da falta de água em vários bairros
Maxwell Carvalho
Uma falta de respeito com quem paga suas contas em dias, aqui no Taquari esta faltando água desde o último...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2018. Todos os direitos reservados.
 [email protected]