publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
 
Resultado da busca pela categoria "brasil":
21.Jan.2019 | 13:49
 
Eclipse lunar total do ano é registrado na madruga desta segunda-feira (21)
 

Foto: L12 Sudoeste.
 

A Lua atingiu um tom avermelhado na madrugada desta segunda-feira (21), durante um eclipse total observado completamente nas Américas e parcialmente visível na Europa e na África. Aqui no Brasil, o fenômeno começou por volta da 1h30. O auge do eclipse ocorreu cerca de 1h depois. A Lua cheia pareceu relativamente maior que o normal porque o satélite está no ponto mais próximo da Terra, a 358.000 quilômetros. Devido a isso, o fenômeno é também considerado uma "superlua". Durante o eclipse, os raios do Sol impactam diretamente sobre a Lua porque a Terra está no meio. Estes raios solares são filtrados pela atmosfera: os raios vermelhos se desviam para o interior do cone de sombra e, portanto, para a Lua, enquanto os azuis divergem para o exterior. Esse efeito acontece em todos os eclipses lunares totais, o que dá ao satélite um tom acobreado. Os norte-americanos chamam este efeito de "Lua de sangue". Um fenômeno parecido como esse só poderá ser visto novamente em 2021. No entanto, o eclipse será apenas parcial. Por isso, a Superlua atraiu olhares curiosos em vários locais do mundo. A Lua de Sangue completa acontecerá em maio de 2022.


 
 
(0) comentário(s)
19.Jan.2019 | 10:32
 
Estados Unidos e China dialogam para explorar a Lua, diz Nasa
 

Foto: Reprodução
 

As agências espaciais americana e chinesa estão dialogando e se coordenando para explorar a Lua, confirmou na sexta-feira (19) a Nasa, que deve operar em um âmbito legal muito rigoroso imposto pelo Congresso, receoso da transferência de tecnologia para a China. O responsável pelas atividades científicas da Nasa, Thomas Zurbuchen, tuitou nesta sexta-feira (18) que a agência americana tinha "conversado com a China" para realizar observações por satélite do pouso da sonda chinesa Chang'e 4 no lado oculto da Lua em 3 de janeiro. Na segunda-feira, o diretor-adjunto do programa chinês de exploração lunar, Wu Yanhua, afirmou em um coletiva de imprensa que a China tinha dado à Nasa a latitude, a longitude e o horário previsto do pouso da sonda, para que pudesse observar este acontecimento histórico com seu satélite Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO). A Nasa, por sua vez, proporcionou a órbita prevista do LRO. Por fim, o satélite não pode estar no lugar adequado no momento exato. A agência americana informou em um comunicado que estava interessada em observar a nuvem de poeira provocada pelo impacto do pouso com um instrumento montado no satélite. "Por diferentes razões, a Nasa não foi capaz de ajustar a órbita do LRO para que estivesse em uma posição ótima para observar o pouso, mas a Nasa ainda está interessada na possibilidade de detectar a nuvem muito tempo depois do pouso", indicou a agência. (G1).


 
 
(0) comentário(s)
18.Jan.2019 | 07:23
 
CNN terá canal no Brasil e prevê contratação de 400 jornalistas
 

Foto: Reprodução.
 

O empresário Rubens Menin, fundador e presidente do conselho da construtora MRV, vai trazer para o Brasil a operação do canal de notícias CNN. A empresa, de capital brasileiro, terá Douglas Tavolaro, ex-Rede Record, como presidente. O grupo nacional, que terá o licenciamento da marca americana no País, terá um canal de notícias 24 horas a ser transmitido por meio de TV por assinatura e por plataformas digitais. O objetivo da companhia é que o novo projeto esteja em operação no início do segundo semestre de 2019. O trabalho de preparação do canal e do site começa imediatamente, com previsão de contratação de 400 jornalistas. A CNN Brasil terá sede em São Paulo, com escritórios previstos também para Rio de Janeiro e Brasília. Menin anunciou no domingo o projeto em sua conta na rede social Twitter. Em comunicado, a CNN Brasil anunciou que os projetos CNN International e CNN en Español, que são de responsabilidade da matriz, continuam a ser restransmitidos no País e que não terão relação com o projeto em português. “O Brasil é um país empolgante para continuar a expansão da marca CNN”, disse, no comunicado, o vice-presidente de vendas de conteúdos da CNN International Commercial (CNNIC).  “Nosso objetivo é contribuir com a democratização da informação no Brasil. Um país com uma sociedade livre e desenvolvida só é construído com uma imprensa plural”, afirmou Menin, no comunicação que anunciou o projeto. A CNN chegou a ter um serviço em português no Brasil, nos anos 2000, mas o projeto não prosperou. (Fonte: Exame).


 
 
(1) comentário(s)
17.Jan.2019 | 17:30
 
Em novo recorde, bolsa bate 95 mil pontos puxada por expectativa positiva
 

Foto: Reprodução.
 

O Ibovespa, índice de referência do mercado brasileiro, caminha para um novo recorde nesta quinta-feira, 17. Pela primeira vez na história, o índice superava o patamar de 95.000 pontos por volta das 16h. Entre os papéis com maior valorização estavam os da Localiza (6,51%), BRF (5,27%) e Cyrela (3,61%). Segundo analistas do mercado, nenhum fato novo no campo econômico justifica o movimento desta quinta-feira. O desempenho da bolsa pode ser creditado à expectativa positiva do mercado em relação às reformas prometidas pelo governo de Jair Bolsonaro. “O mercado acredita que muito em breve vai se resolver a questão da Previdência. Sem contar que o otimismo é soberano nesse caso: não há o que acabe com bom humor do mercado”, afirma André Perfeito, economista-chefe da corretora Necton. De acordo com Ari Santos, gerente da corretora H.Commcor, o otimismo acaba impulsionando ainda mais o mercado acionário. “Os investidores percebem que a bolsa está indo bem e não querem ficar de fora. Ninguém quer perder nenhuma oportunidade.” Pablo Spyer, diretor da Mirae Asset, afirma que a aprovação da reforma da Previdência deve colocar o Brasil novamente no rumo do investment grade. “A quantidade de investimentos que vai entrar devido às reformas e a credibilidade que o novo governo está trazendo é muito grande. Isso não deve parar, exceto se o cenário internacional  atrapalhar.” Mesmo sem nenhum fato econômico concreto, Santos diz que o mercado trabalha em cima de expectativas. “Há expectativa de que saia algo sobre previdência, algum decreto, que venha um ajuste fiscal. A expectativa é de crescimento econômico.” O Boletim Focus divulgado nesta semana pelo Banco Central mostrou que a expectativa do mercado para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 passou de 2,53% para 2,57%. (Fonte: Veja).


 
 
(0) comentário(s)
09.Jan.2019 | 19:09
 
PGR pede ao Supremo para manter Geddel preso e sugere pena de 80 anos
 

Foto: L12 Sudoeste.
 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta quarta-feira (9) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para manter o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) preso. A PGR também sugeriu que ele seja condenado a 80 anos de reclusão. Raquel Dodge apresentou os pedidos ao entregar as alegações finais no processo relacionado aos R$ 51 milhões encontrados em malas de dinheiro em um apartamento em Salvador (BA) em 2017. Agora, a defesa dos réus no processo também deve apresentar as alegações finais. Depois disso, a ação estará pronta para julgamento pela Segunda Turma do STF, o que pode ocorrer ainda no primeiro semestre. Após a PGR entregar as alegações finais, o advogado de Geddel, Gamil Foppel, divulgou uma nota na qual disse lamentar que o Ministério Público tenha "ignorado" todas as provas produzidas na instrução processual e ofereça alegações finais "lastreadas em vazias afirmações não comprovadas" e em elementos de prova "marcados por flagrante ilicitude". "Serão oferecidas tempestivamente alegações finais pela defesa, que aguarda seja proferido acórdão absolutório, haja vista a inexistência de elementos mínimos de prova que permitam uma condenação. A defesa confia na imparcialidade do Judiciário, cuja analise será feita unicamente pelo que consta do processo o que, certamente, levará à absolvição", acrescentou Foppel na nota. Segundo a Procuradoria Geral da República (PGR), os R$ 51 milhões têm como possíveis origens: propinas da construtora Odebrecht; repasses do operador financeiro Lúcio Funaro; e desvios de políticos do MDB. Além de Geddel, são réus no caso o deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), irmão do ex-ministro, e Marluce Vieira Lima, mãe dos dois. Eles foram acusados pelo Ministério Público Federal de terem cometido os crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. (Fonte G1).


 
 
(0) comentário(s)
04.Jan.2019 | 10:09
 
SUVs são 1 em cada 4 carros novos vendidos no Brasil
 

SUVs representam um quarto das vendas de carros novos no Brasil — Foto: G1.
 

Um em cada 4 carros novos vendidos no Brasil em 2018 foram SUVs. A categoria, que já foi tratada como moda no país, hoje é a segunda mais importante do mercado local, perdendo apenas para os hatches pequenos. As informações são da Fenabrave, a associação das concessionárias, que divulgou na última quinta-feira (3) o balanço de vendas de 2018, com alta de 14,6% para automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões.  Dos 2,1 milhões de automóveis vendidos no ano que terminou, pouco mais de 500 mil foram SUVs, ou 24,4% do total. Os números mostram que a participação dos SUVs aumentou quase duas vezes e meia em cinco anos. Muito em razão da quantidade de produtos disponíveis. Com 40 modelos, a categoria é a maior do relatório da Fenabrave. As boas vendas de SUV são reflexo de um segmento com disputas acirradas. O Jeep Compass, de porte médio, foi o utilitário esportivo mais vendido do tipo no Brasil em 2018, com 60,2 mil unidades. É mais do que qualquer sedã vendido no país, com exceção do Chevrolet Prisma. Depois do Compass, a briga pela liderença entre os SUVs compactos foi disputada por quatro modelos, com menos de 3 mil unidades separando-os.

 

Jeep Compass — Foto: Celso Tavares/G1
 

 
 
(0) comentário(s)
02.Jan.2019 | 16:15
 
Bolsonaro é empossado presidente e defende sociedade sem discriminação e amarras ideológicas
 

 

Jair Bolsonaro (PSL) foi empossado presidente da República às 15h10 desta terça-feira, pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira, logo após fazer um juramento em que prometeu cumprir a Constituição. Após a cerimônia no parlamento, Bolsonaro foi ao Palácio do Planalto onde recebeu a faixa presidencial de Michel Temer, que está deixou o cargo. Em seu discurso no Congresso, Bolsonaro prometeu "construir uma sociedade sem discriminação ou divisão" . E afirmou que irá "libertar definitivamente" o Brasil "da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica". — Reafirmo meu compromisso de construir uma sociedade sem discriminação ou divisão — disse, em discurso com dez minutos de duração. Ele aproveitou para conclamar aos parlamentares que o ajudem no combate à corrupção, à irresponsabilidade econômica e à submissão ideológica. Bolsonaro defendeu um pacto entre a sociedade e os Três Poderes para guiar sua gestão. — Aproveito este momento solene e convoco, cada um dos Congressistas, para me ajudarem na missão de restaurar e de reerguer nossa pátria, libertando-a, definitivamente, do jugo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica".  Ele também disse que irá "respeitar as religiões e nossa tradição judaico-cristã". — Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e as nossas tradições judaico-cristãs, combater a ideologia de gênero, conservando nossos valores. O Brasil voltará a ser um país livre das amarras ideológicas. Pretendo partilhar o poder de forma progressiva, responsável e consciente. De Brasília para o Brasil, do poder central para estados e municípios. (O Globo).


 
 
(1) comentário(s)
28.Dez.2018 | 13:48
 
Bolsonaro estuda aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos
 

 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, avisou hoje (28) via Twitter que pretende aumentar o prazo de validade da carteira nacional de habilitação no Brasil. Ele pretende estender o prazo de validade dos atuais 5 para 10 anos. “Informo que faremos gestões no sentido de passar para 10 anos a validade da carteira nacional de habilitação”, disse Bolsonaro que parabenizou o governo do Rio de Janeiro que anunciou a extinção da vistoria anual de veículos. No início do ano o governo revogou uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) que obrigava os motoristas a fazer curso teórico de dez horas e uma prova para renovar a carteira de habilitação. A exigência mantida é a realização de um exame médico. A atribuição sobre as regras de trânsito passará, a partir de janeiro de 2019, para as mãos de Gustavo Canuto, que será o titular do Ministério do Desenvolvimento Regional. A pasta incorporará as atribuições das Cidades e Integração Nacional – dois ministérios que foram suprimidos pelo presidente eleito. A quatro dias para o novo governo assumir, Bolsonaro tem indicado prioridades das 22 pastas que integrarão sua gestão. As orientações atingem vão desde ajustes de gastos a medidas pontuais para cada área.


 
 
(0) comentário(s)
19.Dez.2018 | 11:58
 
Bolsonaro faz reunião com ministros para discutir metas do futuro governo
 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, ao lado do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, e do futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante reunião em Brasília, nesta quarta-fei
 

O presidente eleito Jair Bolsonaro se reuniu na manhã desta quarta-feira (19) em Brasília com futuros ministros e com o vice-presidente eleito general Mourão para discutir as ações que o governo deve implementar a partir de 2019. Após desembarcar em Brasília, na manhã desta quarta, Bolsonaro informou em publicação no Twitter que passaria o dia com futuros ministros para receber informações e estabelecer "metas iniciais". Desde que foi eleito, Bolsonaro tem feito viagens semanais à capital. Durante a passagem por Brasília, costuma ficar de dois a três dias na cidade se reunir com a equipe de transição e com autoridades. Bolsonaro deve voltar para o Rio de Janeiro ainda nesta quarta-feira. A reunião com a equipe de transição e com os futuros ministros começou ainda nesta manhã e deve se estender por todo o dia. O encontro ocorre na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência. Esta será a primeira vez que Bolsonaro se reunirá com os 22 futuros ministros do governo. Vitorioso na eleição de outubro, quando recebeu 57,7 milhões de votosno segundo turno, Bolsonaro tomará posse em 1º de janeiro como o 38º presidente da República. O mandato dele irá até dezembro de 2022. (G1).


 
 
(0) comentário(s)
07.Dez.2018 | 08:59
 
IPCA tem deflação de 0,21% em novembro, diz IBGE
 

Foto: Reprodução.
 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, teve variação negativa de 0,21% em novembro, em meio ao alívio nos preços de combustíveis e energia elétrica, segundo divulgou nesta sexta-feira (7) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o país registrou deflação - a inflação negativa - no mês de novembro. Este resultado foi o menor desde junho de 2017, quando o IPCA ficou em -0,23%. Para um mês de novembro, foi a menor taxa desde a implantação do Plano Real, em 1994. Trata-se também da segunda deflação registrada em 2018. Em agosto, o índice registrou variação negativa de 0,09%. (g1).


 
 
(0) comentário(s)
07.Dez.2018 | 08:42
 
Temer deixa para Bolsonaro R$ 336 bi em investimentos
 

Foto: Pedro Ladeira / Folha Press.
 

O governo de Michel Temer (MDB-RJ) deixará como herança ao menos R$ 335,6 bilhões de investimentos já engatilhados, fruto de privatizações e concessões realizadas nos últimos anos, e outros R$ 195 bilhões em projetos em fase de preparação. Apesar das cifras bilionárias, para o mercado, o valor é baixo perto do que o país precisa para reduzir seu décit na área de infraestrutura. O raio-x dos investimentos gerados durante a gestão Temer foi destacado em um relatório produzido pelo Ministério da Fazenda para deixar um balanço e orientações à equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).


 
 
(0) comentário(s)
30.Nov.2018 | 08:22
 
Mais de 8 mil inscritos no Mais Médicos vão atuar imediatamente
 

Foto: Reprodução.
 

O Ministério da Saúde informou hoje (29) que mais da metade das vagas preenchidas no Programa Mais Médicos estão em regiões de alta vulnerabilidade e de extrema pobreza. De acordo com o balanço, dos 8.366 médicos que já estão aptos a se apresentarem aos gestores locais, 53,3% escolheram cidades com maior vulnerabilidade. Os profissionais que escolheram as periferias das capitais e regiões metropolitanas somaram 17,3%. Segundo o ministério, até as 17h desta quinta-feira, o sistema alcançou 33.542 inscritos com registro (CRM) no Brasil. Desse total, 8.366 profissionais foram distribuídos para atuação imediata. As inscrições prosseguem até dia 7 de dezembro. Dados repassados pelos municípios apontam que 1.644 profissionais já se apresentaram ou iniciaram as atividades. A apresentação à cidade tem data limite até 14 de dezembro e o começo da atuação deve ser estabelecido junto ao gestor local. Segundo o ministro Gilberto Occhi, a pasta estuda deslocar médicos que já integram o programa para locais que não tiverem a adesão de novos profissionais. No entanto, apenas com o fim do prazo, o ministério comunicará o que será feito para que a população não fique sem atendimento. O ministro ressaltou que a pasta estará atenta para substituir os profissionais que deixarem os postos escolhidos após assumirem caso haja necessidade. Aqueles que deixarem o programa poderão ter que devolver o custo da passagem e os auxílios que receberem para poderem se fixar no município. (Fonte: Agência Brasil).


 
 
(0) comentário(s)
29.Nov.2018 | 11:30
 
Governo Bolsonaro pagará 13º para o Bolsa Família, confirma futuro ministro
 

Foto: Reprodução.
 

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), indicado hoje (28) para o Ministério da Cidadania no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, confirmou que será cumprida a promessa de um 13º benefício do Bolsa Família para os integrantes do programa. Terra disse que haverá espaço no orçamento para o pagamento do décimo terceiro, em função da eliminação da fila de espera para o benefício ocorrida nos últimos anos, quando foram cortadas 5 milhões de bolsas de famílias após cruzamento de dados com outras fontes de renda das pessoas atendidas. "O presidente [Bolsonaro] pediu isso, e vai ser cumprido. Com esse ajuste que se fez, saíram aqueles que não precisavam do programa, é mais fácil conseguir o recurso para o 13º também", explicou. Osmar Terra defendeu a continuidade de um pente-fino no programa, mas descartou, no momento, a possibilidade de reajuste no valor do benefício. "Por enquanto, não. Temos que ver como vai evoluir a receita e despesa [do futuro governo], houve aumento importante do Bolsa Família nos últimos dois anos, acima da inflação",lembrou o futuro ministro. Terra ressaltou que o objetivo do programa é focar na geração de emprego e renda dos beneficiários, para que eles não precisem mais dessa assistência.


 
 
(0) comentário(s)
28.Nov.2018 | 19:08
 
Bolsonaro promete acabar com o indulto de Natal para criminosos
 

Foto: Reprodução.
 

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse que, se houver indulto de Natal para presos neste ano, "certamente será o último"; "Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último", afirmou por meio de sua conta no Twitter em referência ao julgamento sobre o perdão judicial marcado para esta quarta-feira (28) pelo STF. 

 

 

 
 
(0) comentário(s)
26.Nov.2018 | 10:20
 
Bolsonaro anuncia o general Carlos Alberto dos Santos Cruz como ministro da Secretaria de Governo
 

O general Carlos Alberto Santos Cruz, futuro ministro da Secretaria de Governo — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.
 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou nesta segunda-feira (26), por meio do Twitter, o general-de-divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz para comandar a Secretaria de Governo. Santos Cruz é o quarto militar indicado por Bolsonaro para integrar seu futuro governo. Os outros militares são: general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), general Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e o tenente-coronel Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia). O atual chefe da Secretaria de Governo é o ministro Carlos Marun. A pasta fica no Palácio do Planalto e cuida, entre outras atribuições, da articulação do governo com o Congresso. Segundo a assessoria de Bolsonaro, a Secretaria de Governo manterá o status de ministério. Santos Cruz tem participado de reuniões de Bolsonaro com embaixadores no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, sede do gabinete de transição. O general era cotado para integrar a equipe de Sérgio Moro no Ministério da Justiça, porém foi escolhido para a Secretaria de Governo. Natural de Rio Grande (RS), Carlos Alberto dos Santos Cruz é formado em Engenharia Civil e chegou ao posto de general de divisão no Exército. O militar, de 66 anos, comandou as missões de paz da ONU no Haiti (2007 a 2009) e na República Democrática do Congo (2013 a 2015) e chefiou a Secretaria Nacional de Segurança Pública durante parte da gestão do presidente Michel Temer. (G1).


 
 
(0) comentário(s)
 
  • :
 
 
 
comentários
 
CNN terá canal no Brasil e prevê contratação de 400 jornalistas
Oli
Oba! Mais uma agência de notícias comunista mentirosa para eu NÃO LER.
 
Rio de Contas: Corpo de homem é encontrado às margens de estrada em Arapiranga
Marielio Da Silva
Mais uma vida perdida para a bebida! Esse cara era muito gente boa.... que Deus possa ter misericórdia...
 
Livramento continua sofrendo com a falta de água há 4 dias
Olia
Mais uma vez: isto é que dá monopólio de estatal. Se tivessem outras empresas para cuidar do serviço,...
 
Livramento continua sofrendo com a falta de água há 4 dias
Fabio
Essa Embasa de Livramento é criminosa. A população deveria se organizar e ajuizar uma ação popular contra...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2019. Todos os direitos reservados.
 [email protected]