publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
30.Out.2013 | 08:55
 
Toda mulher violentada deveria ser atendida primeiro por assistente social ou psicólogo, diz Juiz
 

“O ideal é que a mulher, antes de chegar até o Juiz, até o promotor, que ela seja recepcionada, primeiro, por uma assistente social ou por uma psicóloga...
 

Na palestra promovida pela Ordem Internacional das Filhas de Jó Betal 20, na noite esta terça-feira (29), no Auditório da Câmara de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora, o Juiz de Direito da Comarca do Município, Dr. João Lemos Rodrigues, destacou a importância do respeito à mulher e o combate a qualquer tipo de violência, além do rigor na punição para quem insiste em agredir a mulher de maneira física ou emocional. O magistrado também evidenciou o papel e as limitações das autoridades policiais na proteção, bem como o possível acolhimento de vítimas.

 

Dr. João deu uma óptica especial à Lei Maria da Penha, que foi criada há sete anos e que veio recheada de mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de prevenir, punir agressores e amenizar os efeitos desse mal que atinge milhares de mulheres em todo o país. O magistrado revelou que os casos de violência contra a mulher no município de Livramento, que chegam ao judiciário, não são tão alarmantes em comparação com outros municípios.
 

“[...] A Lei Maria da Penha trouxe várias novidades com relação aos crimes, as violações ao direito da mulher. A primeira coisa que Ela determina é que toda a violência contra a mulher tem que ser punida, ela tem que ser investigada e, se reconhecida, tem que ser punida. Mandou criar o chamado Juizado Especializado de Violência Doméstica Contra a Mulher. Os judiciários estão caminhando para isso. Nós não temos na nossa cidade um Juizado de Violência Contra a Mulher, mas Feira de Santana, Vitória da Conquista, Salvador, Ilhéus, já têm, as maiores cidades já têm esse Juizado de Violência Contra a Mulher e aqui eu acho que não precisava tanto, porque o índice de violência contra a mulher que chega até o Judiciário, aqui na cidade específica, em relação a outras cidades da região que já trabalhei é até pequeno, tem violência graves tem, mas a quantidade não é tão grande assim, pelo menos o que chega até o Judiciário em relação a outras cidades da região...”, destacou o Juiz.
 

Em sua palestra, o Juiz enfatizou ainda que, no imaginário, a mulher vítima de violência domestica, antes de chegar até o julgador, ou até o promotor, deve receber atendimento psicológico, através dos Juizados Especializados de Violência Contra a Mulher, a fim de formular estratégias efetivas de atendimento a vítima, visto que no juizado comum as pessoas não estão preparadas para receber uma mulher que sofreu algum tipo de violência.
 

“O ideal é que a mulher, antes de chegar até o Juiz, até o promotor, que ela seja recepcionada, primeiro, por uma assistente social ou por uma psicóloga. A primeira coisa que essas mulheres devem receber do judiciário ao procurar são essas duas pessoas, que vão dar o primeiro atendimento, que vão acolher essa mulher, e que vai tentar entender o que está acontecendo com ela, pra depois chegar até o promotor de justiça, até o juiz, pra resolver aquela situação e entender, principalmente, qual é a medida melhor para essa mulher”, concluiu o Magistrado.


Do L12 Notícias
Contato: sai@l12.com.br


 
Tag(s): Feira de Santana, João Lemos Rodrigues, Juiz de Direito da Comarca do Município, Lei Maria da Penha, Livramento de Nossa Senhora, Mulher, Violência Contra a Mulher, Violência doméstica, Vitória da Conquista
 
(1) comentário(s)
 
comentários
 
 
Sheila Pessoa escreveu: Concordo, mas se houver ato de estupro ela precisa urgentemente procurar assistência médica, pois as consequências de uma gravidez indesejada ou uma infecção sexualmente transmissível poderá ser maior.
30.Out.2013
 
 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
28.Set.2020 - Polícia Militar divulga balanço do primeiro dia da operação do movimento eleitoral
25.Set.2020 - Governador autoriza retomada do transporte coletivo intermunicipal em toda a Bahia
25.Set.2020 - Em Nota Policia Militar informa que vai cumprir decretos em vigor referente normas sanitárias durante movimentos eleitorais
24.Set.2020 - Eleições 2020: Candidatos por Livramento já aparecem no sistema de divulgação de candidaturas
24.Set.2020 - Acidente entre caminhão e carro deixa um ferido na Serra das Almas
23.Set.2020 - Auxílio Emergencial: Caixa paga nova parcela a 5,6 milhões de beneficiários nesta quarta
23.Set.2020 - Propaganda eleitoral começa oficialmente neste domingo, dia 27
23.Set.2020 - Alerj vota nesta quarta impeachment de Witzel, que fará discurso em plenário
21.Set.2020 - Voluntários fazem mutirão de limpeza da lagoa da Estocada em Livramento
21.Set.2020 - Mãe e filho morrem vítimas da Covid-19 no intervalo de 8 horas
 
comentários
 
Em Nota Policia Militar informa que vai cumprir decretos em vigor referente normas sanitárias durante movimentos eleitorais
Jose Sinval
Boa noite. Que me desculpem o comandante da PM e seu comandados. Essa, eu pago pra ver. Em livramento...
 
Livramento: Bebê prematura será transferida para UTI Neonatal em Brumado
Maria Quitéria
Lamentável! A saúde pública precisa de uma assistência melhor.Saude é a pauta de discursos dos representantes...
 
Livramento: Recém-nascido enfrenta espera por leito de UTI em hospitais da Região
Marilza Pessoa
E um causo absurdo tem que cuida da parte da saúde em livramento fico muito triste por essa situação...
 
Livramento: Recém-nascido enfrenta espera por leito de UTI em hospitais da Região
Sueli Silva
Eles são ficam gastando o dinheiro com futebol e construindo escola e não pensam na saúde de ter um UTI...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br