publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
09.Mai.2018 | 09:34
 
Polícia Federal faz operação contra desvios de recursos da União para a merenda em 3 estados e no DF
 

Polícia Federal realiza operação contra desvio de verbas em prefeitura de Laranjal Paulista (Foto: Divulgação).
 

A Polícia Federal faz operação na manhã desta quarta-feira (9), em parceria contra a Controladoria Geral da União para desarticular cinco grupos criminosos suspeitos de desviar recursos da União destinados à merenda em municípios dos estados de São Paulo, Paraná, Bahia e Distrito Federal. Há indícios de envolvimento de 13 prefeitos e 4 ex-prefeitos na operação nomeada como Prato Feito. A investigação detectou 65 contratos suspeitos que ultrapassam R$ 1,6 bilhão. São cumpridos 154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e decisões de suspensão de contratação com o poder público referentes a 29 empresas e seus sócios. Todas as medidas foram expedidas, a pedido da PF, pela 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo e pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região. A investigação começou após comunicação do Tribunal de Contas da União, que identificou desvios em licitações relacionadas à merenda. Diversas empresas que já foram investigadas pelo Ministério Público são citadas nesta investigação, a chamada "Máfia da Merenda". Segundo a PF, os grupos criminosos agiriam em 30 municípios, contatando prefeituras por meio de lobistas, para direcionar licitações de fornecimento de recursos federais para a educação destinados ao fornecimento de merenda escolar, uniformes, material didático e outros serviços. Há indícios do envolvimento de 85 pessoas, sendo: 13 prefeitos, 4 ex-prefeitos, 1 vereador, 27 agentes públicos não eleitos e outras 40 pessoas da iniciativa privada. Os investigados devem responder pelos crimes de fraude a licitações, associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva, com penas que variam de 1 a 12 anos de prisão. (G1).


 
(1) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 
José sinval escreveu: Essa investigação vai chegar em livramento. Quero ver o que eles vão dizer e fazer. Sinval
10.Mai.2018
 
 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
19.Abr.2019 - Caetité: Dois fugitivos morrem durante confronto com equipes da CIPE-SUDOESTE
19.Abr.2019 - Capitão PM Vandilson é agraciado com a Medalha do Mérito Marcheral Argolo
17.Abr.2019 - Homem morre após acidente entre moto e carro na BA-148
16.Abr.2019 - Indivíduo com faca rouba Salão de Beleza no Centro de Livramento
16.Abr.2019 - Governo anuncia novas medidas para atender caminhoneiros
15.Abr.2019 - PM ex-integrante da 46ª CIPM, Bruno Dinossauro, é campeão brasileiro de Jiu Jitsu
14.Abr.2019 - Confira a agenda do IME desta semana
14.Abr.2019 - Delegado fica ferido em acidente de moto na BR-430 entre Igaporã e Caetité
13.Abr.2019 - Autopromoção em redes sociais e obras públicas coloca o prefeito de Sítio do Mato na condição de réu em processo
13.Abr.2019 - Confira fotos do 2ª Dom Basílio realizada com sucesso pela prefeitura
  • :
 
 
 
comentários
 
Rio de Contas: "Gasolina a R$ 5,12 e 5,20! Conheça a cidade onde é mais caro abastecer o carro"
José Maria
Sou de Rio de Contas e nunca abasteci nesse Posto, realmente é um absurdo o valor cobrado nele, por onde...
 
Rio de Contas: "Gasolina a R$ 5,12 e 5,20! Conheça a cidade onde é mais caro abastecer o carro"
Joao 30
Isso é um roubo, o cidadao tem q ser esperto e ñ abastecer mais nesses postos. basta os politico q rouba...
 
Rio de Contas: "Gasolina a R$ 5,12 e 5,20! Conheça a cidade onde é mais caro abastecer o carro"
Antônio Abrantes
O ministério público deveria fiscalizar esses postos de combustíveis das cidades de Rio de contas e livramento.
 
Rio de Contas: "Gasolina a R$ 5,12 e 5,20! Conheça a cidade onde é mais caro abastecer o carro"
Helio Dourado Silva
Aqui no em interior de SP ta 3:60 e 4 : 10 so ai na Bahia que ta esse preço
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2019. Todos os direitos reservados.
 [email protected]