publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
24.Mai.2018 | 22:08
 
Governo anuncia acordo para suspender greve por 15 dias
 

Governo faz proposta para suspensão da paralisação dos caminhoneiros (TV Globo/Reprodução).
 

Após uma tarde de reunião com os caminhoneiros, o governo anunciou um acordo para suspender a greve da categoria por 15 dias. O acordo prevê que o desconto de 10% sobre o preço do diesel será mantido por 30 dias – período maior que os 15 dias oferecidos ontem pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente. “O que estamos acordando é que o preço ficará fixo no patamar definido pela Petrobras por 30 dias. Nos primeiros 15 dias, voluntariamente proposto pela Petrobras, e, a partir do 16º dia, o governo irá pagar”, disse o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia. 

O acordo prevê ainda que a Petrobras vai assegurar periodicidade mínima de 30 dias para eventuais reajustes do combustível nas refinarias. “Nos momentos em que o preço cai e fica abaixo do preço fixado para o diesel na refinaria, a Petrobras passa a ter um crédito que vai reduzir o custo do Tesouro”, disse Guardia.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, negou que essas medidas representem uma intervenção na política de preço da Petrobras. “A política de preços continua intacta até a porta da refinaria. Depois, o governo propõe uma política de preços de acordo com a realidade brasileira.”

A Petrobras elogiou o acordo negociado. “Do ponto de vista da empresa, o ressarcimento proposto pela União preserva integralmente a política de preços da companhia ao mesmo tempo em que viabiliza maior previsibilidade para os consumidores.”

Padilha afirmou ainda que como parte do acordo a tabela de fretes será editada a cada três meses e que o governo vai tratar com os Estados a não cobrança do eixo suspenso em caminhões vazios.

De acordo com os ministros, os representantes dos caminhoneiros aceitaram dar uma trégua de 15 dias na greve. Depois deste período, as partes voltam a se reunir para negociar as reivindicações da categoria.


Caminhoneiros divididos

Apesar do anúncio do acordo com entidades de representação dos caminhoneiros, não há certeza de que a greve será encerrada. Nélio Botelho, presidente Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado do Rio de Janeiro, diz que não reconhecesse esse acordo.

“Estamos todos revoltados, quem não participou da reunião está discordando de tudo o que foi decidido com o governo. Não vamos apoiar esse absurdo. Recusamos e vamos avisar aos caminhoneiros para não desmobilizar. Esse acordo não resolve o problema de ninguém”, afirmou ele a VEJA.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) não participou da reunião. Seu presidente, José da Fonseca Lopes, abandonou a reunião logo no início dizendo não concordar com os termos do acordo que estava sendo desenhado.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, minimizou a ausência de Fonseca e afirmou que o acordo foi fechado com a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), a qual a Abcam é filiada. “A forma como ele saiu, as palavras que ele usou abandonando a reunição, mostraram que ele nunca deveria ter entrado [na reunião].” Fonte: Veja / Reuters.


 
(0) comentário(s)
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
04.Mar.2021 - Deputado Nelson Leal testa positivo para a Covid-19
04.Mar.2021 - Governo publica compra de 138 milhões de doses da vacina Pfizer e Janssen
03.Mar.2021 - Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia
03.Mar.2021 - .Com Informática completa 16 anos de atividades em Livramento
03.Mar.2021 - Com 0,96%, Livramento se mantém abaixo da média de taxa de letalidade da COVID-19
03.Mar.2021 - Livramento: Situação é muito difícil, comenta Gerardo Junior, secretário de saúde
03.Mar.2021 - Ibotirama: Avião com vacina para Covid-19 bate em jumento em pista de pouso
03.Mar.2021 - Bahia recebe nova remessa com mais de 165,6 mil doses de vacinas
01.Mar.2021 - Bahia registra 137 mortes pela covid em 24 horas, novo recorde de toda a pandemia
01.Mar.2021 - Bahia vai aplicar R$ 54,4 milhões enviados pelo governo federal no combate à pandemia
 
comentários
 
Bahia registra 137 mortes pela covid em 24 horas, novo recorde de toda a pandemia
Lucas
Parabéns a todos os irresponsáveis gestores pelo ocorrido. Após um ano de pandemia, deixaram quem precisou...
 
Governo prorroga lockdown na Bahia até às 5h desta quarta
Ana Paula
Engraçado aqui em livramento está normal bar aberto,lanchonetes, lojas de móveis. Tudo maravilhosamente...
 
Livramento e mais 09 cidades sob responsabilidade da 46ª CIPM terão toque de recolher
José Sinval
Bom dia. Nas outras cidades, eu não posso afirmar se vão cumprir tal medida eu não seia. Mas em...
 
Novo auxílio deve ter 4 parcelas de R$ 250
Luciene Silva Freire Trindade
Terei direito ao auxílio emergencial parcela dezembro
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2021. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br