publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
02.Jul.2019 | 08:38
 
Independência do Brasil - Dois de Julho na Bahia
 

 
A independência do Brasil não se definiu com o discurso de D. Pedro I em Sete de Setembro de 1822. A Guerra da Independência ocorreu principalmente no Nordeste do País. As lutas no Recôncavo Baiano tiveram um papel chave na consolidação da Independência do Brasil. Até 1763, Salvador foi a capital do Brasil. Os portugueses estavam instalados na região há mais de 200 anos. Portugal era, na época, uma das maiores potências mundiais. O processo de independência do país iniciou-se com os movimentos separatistas do fim do século 18, principalmente em Minas Gerais e Bahia. A Conjuração Baiana, em 1798, também conhecida como Revolta dos Alfaiates, foi um movimento abrangente, com grande participação popular. Buscava-se instalar uma república independente e a libertação dos escravos. A revolta foi sufocada pelos portugueses. Em fevereiro de 1822, chegou de Portugal a designação do Brigadeiro Madeira de Mello para o comando das Armas, na Bahia. A Câmara Municipal negou-se a dar posse ao novo comandante. A partir de então, iniciou-se as lutas entre portugueses e brasileiros. Os soldados lusos tomaram Salvador. Os brasileiros cercaram a cidade e intensificaram a guerrilha urbana. As batalhas ocorreram no Recôncavo baiano com os brasileiros inicialmente sob o comando do general Pedro Labatut e, posteriormente, do coronel José Joaquim de Lima e Silva. O exército brasileiro conquistou gradativamente o controle das cidades do Recôncavo. Itapuã, onde existia um quartel do exército brasileiro, também foi palco das lutas. Em setembro de 1822, por exemplo, oito portugueses foram mortos em um ataque na região, incluindo um coronel, muitos ficaram feridos. Em 5 de fevereiro de 1823, chegou um brigue de Fayal e foi assaltado por muitas baleeiras na altura de Itapuã, como noticiado pela gazeta Idade d'Ouro do Brazil, do dia 7. O brigue foi acudido pela corveta Activa, que fez estragos nas baleeiras e aprisionou uma delas. A Idade d'Ouro, fundada em Salvador, foi o primeiro jornal privado do Brasil, mas defendia os portugueses e deixou de circular após a Independência. A batalha decisiva foi a de Pirajá, no subúrbio de Salvador. Em Dois de julho de 1823, as tropas brasileiras entraram em Salvador. O Decreto Imperial de 12 de agosto de 1831 declarou o dia 2 de julho de festividade nacional na província da Bahia.

 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
28.Mai.2020 - Livramento: Auxiliar pegou o caminhão sem autorização e se envolveu em acidente
28.Mai.2020 - Notícia sobre grupo que estaria promovendo vacina na Região de Jussiape e Abaíra não passa de mal-entendido
28.Mai.2020 - Coronavirus ameaça mulher que está em UTI em Brumado; 24 casos confirmados no município
27.Mai.2020 - Criança morre vítima de explosão de gás em Brumado
25.Mai.2020 - Homem de 35 anos é morto a tiros em Brumado
25.Mai.2020 - ALBA RESTRINGE AINDA MAIS ACESSO ÀS DEPENDÊNCIAS
25.Mai.2020 - Auxílio Emergencial: Caixa credita nesta segunda benefício a mais 7,8 milhões de trabalhadores
25.Mai.2020 - Efeito da pandemia no interior do país ainda está por vir, diz ministro interino da Saúde
25.Mai.2020 - DNOCS vai iniciar recuperação da Barragem Luís Vieira, em Rio de Contas
25.Mai.2020 - Ibicoara: Deputado Marquinho Viana reivindica e convênio para fornecer água em Cerqueria é assinado
 
 
comentários
 
Reprova??o ao governo Bolsonaro chega a 50%, aponta pesquisa XP Ipespe
Jos? Sinval
Espero que essa cara caia logo, para que o nosso pa?s volta ter cr?dito no mundo e nossa vida volte ao...
 
Livramento: Advogado diz ter sido impedido de acompanhar clientes no Mercado Municipal
Marliete
Certeza, houve viola??o as perrogativas do advogado! o dr.poderia no momento, ter acionado o ?rg?o OAB...
 
Presidente coloca sal?o de beleza e academia em lista de servi?os essenciais
Jos? Sinval
Ele pode at? decretar. Mas cabe aos governadores e prefeitos descidirem se aceitamore ou nao. Se n?o,...
 
Presidente coloca sal?o de beleza e academia em lista de servi?os essenciais
Brand?o
quando a crise almentar espero que cobrem dos prefeitos e dos governadores.
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 [email protected]