publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
06.Ago.2019 | 02:42
 
Abaíra: Acordo comercial entre Mercosul e a União Europeia deve alavancar exportação da cachaça
 

Foto: L12 Sudoeste.
 

A possibilidade de proteção para 36 produtos tipicamente brasileiros por meio de acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, conforme anunciou em julho o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, tem deixado produtores de cachaça da cidade de Abaíra, na região da Chapada Diamantina, na Bahia, bastante otimistas.

Produzida a partir da cana-de-açúcar, a cachaça da região é um desses produtos e, se de fato houver a proteção, os produtores esperam retomar exportações, paradas há cerca de 15 anos, e aumentar produção em até 10 vezes, conforme a associação dos produtores.

O texto do acordo que prevê proteção aos produtos brasileiros ainda é preliminar e deve passar por revisões. O acordo ainda não está em vigor e ainda depende da aprovação de todos os países envolvidos no pacto.

Além da cachaça de Abaíra, estão entre os produtos a receberem proteção no comércio o queijo Canastra, a linguiça Maracaju e o café Alto Mogiana (veja a lista completa ao fim da reportagem).

A medida reconhece a indicação geográfica dos produtos tipicamente brasileiros e garante que não sejam reproduzidos em outros países, ou seja, eles ficam protegidos de imitações. Assim, pelo acordo, serão proibidas expressões como "tipo", "estilo" e "imitação".

As indicações geográficas têm como objetivo a valorização de produtos tradicionais. A Cachaça Abaíra é produzida artesanalmente por pequenos produtores da microrregião da cidade e região. O processo produtivo remonta de uma tradição de mais de 200 anos.

"Isso [o acordo] ainda é uma coisa que é nova e estamos ainda com o pé atrás. No entanto, a nossa expectativa é voltar a exportar, coisa que a gente não faz há cerca de 15 anos, por conta das dificuldades desse processo. O nosso maior problema hoje em dia é justamente escoar o produto e, se a gente conseguir virar esse jogo e ainda exportar, não tenho dúvidas de que nossa produção pode aumentar em até 10 vezes", destaca Junael Alves de Oliveira, presidente da Cooperativa dos Produtores de Cana e seus Derivados da Microrregião de Abaíra (Coopama).

Segundo Junael, atualmente, os produtores conseguem vender os produtos para grandes cidades baianas, como Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista, e para alguns estados como São Paulo, Minas Gerais e Sergipe. Chegar a um maior número de exportadores no Brasil e também no exterior é o grande objetivo dos produtores.

"Nossa primeira exportação, há 15 anos ou mais, foi para a Itália. Naquela época foi muito dinheiro. Hoje em dia, tem muito produtor desmotivado. A logística de escoamento aqui é difícil. Então, se a gente conseguir exportar ou mesmo escoar mais para o mercado interno, muitos produtores que estão parados poderia retomar a produção e começar a alavancar o negócio. Hoje, a gente as vezes passa o produto para parentes em outra cidade, por exemplo, para que esse parente possa passar para o comprador, ou faz um acordo com algum transportador e cobra o frete atrelado ao preço do produto", afirma. (Por Alan Tiago Alves, G1 BA). 

 

Foto: L12 Sudoeste.
 

 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
18.Ago.2019 - Livramento: Amigos e familiares lamentam a morte de "Tota da Oficina"
17.Ago.2019 - Mega-Sena pode pagar R$ 24 milhões neste sábado
17.Ago.2019 - Prevenção ao uso de drogas por gestantes recebe reforço financeiro
16.Ago.2019 - Confira a agenda do IME desta semana
16.Ago.2019 - Missa e procissão celebram o Dia da Padroeira em Livramento
13.Ago.2019 - Colégio Probo inova mais uma vez volta a ter aulas de Xadrez
13.Ago.2019 - Motorista fica ferido após carreta carregada com cimento tombar na BR-030
13.Ago.2019 - Comércio Brumadense alega queda nas vendas após implantação da Área Azul
13.Ago.2019 - GRANDE ANIVERSÁRIO ORTOBOM CONTÍNUA AINDA COM DESCONTOS DE ATÉ 50% EM LIVRAMENTO
12.Ago.2019 - Confira a agenda do IME desta semana
 
 
comentários
 
Colégio Probo inova mais uma vez volta a ter aulas de Xadrez
Olavo De Carvalho
Parabéns pela iniciativa! Livramento mostra sinais de tentar sair da ignorância cultural
 
Guerra entre postos faz preços de gasolina despencar em Jequié
Oli
Amo o CAPITALISMO SELVAGEM, concorrência brutal nos rende bons serviços, bons produtos com variedade...
 
EUA impõem sanções econômicas totais contra o governo da Venezuela
Oli
Parab?ns ao presidente Trump. ? macho para enfrentar os ditadores que ainda restam no mundo. Ditadores...
 
Barra da Estiva: MP recomenda que prefeitura anule contratações temporárias irregulares
Edivaldo Nascimento
Pois é. O MP deveria recomendar as convocações dos aprovados no ultimo concurso em Livramento, e, rever...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2019. Todos os direitos reservados.
 [email protected]