publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
06.Ago.2019 | 02:42
 
Abaíra: Acordo comercial entre Mercosul e a União Europeia deve alavancar exportação da cachaça
 

Foto: L12 Sudoeste.
 

A possibilidade de proteção para 36 produtos tipicamente brasileiros por meio de acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, conforme anunciou em julho o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, tem deixado produtores de cachaça da cidade de Abaíra, na região da Chapada Diamantina, na Bahia, bastante otimistas.

Produzida a partir da cana-de-açúcar, a cachaça da região é um desses produtos e, se de fato houver a proteção, os produtores esperam retomar exportações, paradas há cerca de 15 anos, e aumentar produção em até 10 vezes, conforme a associação dos produtores.

O texto do acordo que prevê proteção aos produtos brasileiros ainda é preliminar e deve passar por revisões. O acordo ainda não está em vigor e ainda depende da aprovação de todos os países envolvidos no pacto.

Além da cachaça de Abaíra, estão entre os produtos a receberem proteção no comércio o queijo Canastra, a linguiça Maracaju e o café Alto Mogiana (veja a lista completa ao fim da reportagem).

A medida reconhece a indicação geográfica dos produtos tipicamente brasileiros e garante que não sejam reproduzidos em outros países, ou seja, eles ficam protegidos de imitações. Assim, pelo acordo, serão proibidas expressões como "tipo", "estilo" e "imitação".

As indicações geográficas têm como objetivo a valorização de produtos tradicionais. A Cachaça Abaíra é produzida artesanalmente por pequenos produtores da microrregião da cidade e região. O processo produtivo remonta de uma tradição de mais de 200 anos.

"Isso [o acordo] ainda é uma coisa que é nova e estamos ainda com o pé atrás. No entanto, a nossa expectativa é voltar a exportar, coisa que a gente não faz há cerca de 15 anos, por conta das dificuldades desse processo. O nosso maior problema hoje em dia é justamente escoar o produto e, se a gente conseguir virar esse jogo e ainda exportar, não tenho dúvidas de que nossa produção pode aumentar em até 10 vezes", destaca Junael Alves de Oliveira, presidente da Cooperativa dos Produtores de Cana e seus Derivados da Microrregião de Abaíra (Coopama).

Segundo Junael, atualmente, os produtores conseguem vender os produtos para grandes cidades baianas, como Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista, e para alguns estados como São Paulo, Minas Gerais e Sergipe. Chegar a um maior número de exportadores no Brasil e também no exterior é o grande objetivo dos produtores.

"Nossa primeira exportação, há 15 anos ou mais, foi para a Itália. Naquela época foi muito dinheiro. Hoje em dia, tem muito produtor desmotivado. A logística de escoamento aqui é difícil. Então, se a gente conseguir exportar ou mesmo escoar mais para o mercado interno, muitos produtores que estão parados poderia retomar a produção e começar a alavancar o negócio. Hoje, a gente as vezes passa o produto para parentes em outra cidade, por exemplo, para que esse parente possa passar para o comprador, ou faz um acordo com algum transportador e cobra o frete atrelado ao preço do produto", afirma. (Por Alan Tiago Alves, G1 BA). 

 

Foto: L12 Sudoeste.
 

 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
05.Jun.2020 - Confirmada primeira morte por coronavírus em Brumado
05.Jun.2020 - Caminhões com madeira ilegal são apreendidos em Livramento
05.Jun.2020 - José de Abreu deixa a Rede Globo após 40 anos
01.Jun.2020 -
01.Jun.2020 - Livramento: Cantora que fazia dupla com Pedro José nos palcos locais morre após AVC
01.Jun.2020 - Livramento divulga mais dois casos confirmados e total sobe para 6; Cinco estão curados dos sintomas
01.Jun.2020 - Promoção junina da Mapec móveis
30.Mai.2020 -
30.Mai.2020 - Livramento: Bandido é baleado após assaltar residência em Lourenço
28.Mai.2020 - Livramento: Auxiliar pegou o caminhão sem autorização e se envolveu em acidente
 
 
comentários
 
Reprova??o ao governo Bolsonaro chega a 50%, aponta pesquisa XP Ipespe
Jos? Sinval
Espero que essa cara caia logo, para que o nosso pa?s volta ter cr?dito no mundo e nossa vida volte ao...
 
Livramento: Advogado diz ter sido impedido de acompanhar clientes no Mercado Municipal
Marliete
Certeza, houve viola??o as perrogativas do advogado! o dr.poderia no momento, ter acionado o ?rg?o OAB...
 
Presidente coloca sal?o de beleza e academia em lista de servi?os essenciais
Jos? Sinval
Ele pode at? decretar. Mas cabe aos governadores e prefeitos descidirem se aceitamore ou nao. Se n?o,...
 
Presidente coloca sal?o de beleza e academia em lista de servi?os essenciais
Brand?o
quando a crise almentar espero que cobrem dos prefeitos e dos governadores.
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 [email protected]