publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
05.Fev.2020 | 12:06
 
Bolsonaro diz que zera impostos se governadores acabarem com ICMS
 

 

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (5) que zera os impostos federais sobre combustíveis se os governadores também zerarem a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O preço dos combustíveis vem sendo tema de debates entre autoridades dos governos federal e estaduais. Enquanto governadores querem que o governo reveja os impostos federais sobre os combustíveis, como PIS, Cofins e Cide, Bolsonaro vem defendendo uma mudança na forma de cobrança do ICMS sobre esses produtos. O ICMS é um tributo estadual que representa uma fatia importante de arrecadação tributária dos governo locais. “Eu zero o federal se eles zerarem o ICMS. Está feito o desafio aqui agora. Eu zero o federal hoje, eles zeram o ICMS. Se topar, eu aceito”, disse ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira. Para o presidente, o tributo deveria ser calculado sobre o valor vendido nas refinarias e não nos postos de combustíveis. “Olha o problema que eu estou tendo com combustível. Pelo menos a população já começou a ver de quem é a responsabilidade. Não estou brigando com governadores. O que eu quero é que o ICMS seja cobrado no combustível lá na refinaria, e não na bomba. Eu baixei três vezes o combustível nos últimos dias, mas na bomba não baixou nada”, disse Bolsonaro. Os tributos federais incidentes sobre os combustíveis são a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), o Programa de Integração Social/Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (PIS/Pasep) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Em 2019, a arrecadação com PIS/Pasep, Cofins e Cide sobre os combustíveis totalizou R$ 27,4 bilhões, segundo dados da Receita Federal. Desse total, R$ 20,2 bilhões foi a arrecadação da Cofins, R$ 4,3 do PIS/Pasep e R$ 2,8 bilhões da Cide. Em 2018, a arrecadação de todas essas contribuições chegou a R$ 32,8 bilhões. Nesta manhã, ao deixar o Ministério da Economia para reunião com Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes preferiu não se manifestar sobre o assunto, ao ser questionado pela imprensa. O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, ao chegar ao Ministério da Economia, também não fez comentários.


 
(5) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 
Geofredo Azevedo escreveu: Populismo baixo. Ele sabe que não pode zerar os imposto sobre os combustíveis federal, a união vai perder uma receita de R$ 27 bilhões. Mande ele perguntar ao "AO POSTO IPIRANGA" se ele libera? Uma ova!! Ele também sabe que os estados não podem ficar sem essa receita. Resumindo. Querendo fazer populismo pros eleitores desinformados. Como sempre, a cada vez que abre a boca só sai merda. Mas a boiada aplaude. Com isso a corrupção aumenta e o desemprego nem se fala.
06.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
José sinval escreveu: Mais uma mentira deslavada desse ser que se humano. Acho que ele não deve ter noção da besteira que ele está falando. Como certeza que ele não sabe mas, para conhecimento dele e dos seus seguidores secretário, o imposto que fala em zerar, no ano passado, teve um arrecadação de 20 bilhões de reais. A pergunta que se faz é : qual o governo que vai querer perder uma arrecadação de 20 bilhões de reais? Sinval
05.Fev.2020
 
 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
24.Set.2020 - Eleições 2020: Candidatos por Livramento já aparecem no sistema de divulgação de candidaturas
24.Set.2020 - Acidente entre caminhão e carro deixa um ferido na Serra das Almas
23.Set.2020 - Auxílio Emergencial: Caixa paga nova parcela a 5,6 milhões de beneficiários nesta quarta
23.Set.2020 - Propaganda eleitoral começa oficialmente neste domingo, dia 27
23.Set.2020 - Alerj vota nesta quarta impeachment de Witzel, que fará discurso em plenário
21.Set.2020 - Voluntários fazem mutirão de limpeza da lagoa da Estocada em Livramento
21.Set.2020 - Mãe e filho morrem vítimas da Covid-19 no intervalo de 8 horas
21.Set.2020 - Motorista fica ferido após caminhão tombar na Serra das Almas
21.Set.2020 - Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
13.Set.2020 - Em Livramento: Caminhonete capota na BA-148 no trecho da Serra das Almas
 
comentários
 
Livramento: Bebê prematura será transferida para UTI Neonatal em Brumado
Maria Quitéria
Lamentável! A saúde pública precisa de uma assistência melhor.Saude é a pauta de discursos dos representantes...
 
Livramento: Recém-nascido enfrenta espera por leito de UTI em hospitais da Região
Marilza Pessoa
E um causo absurdo tem que cuida da parte da saúde em livramento fico muito triste por essa situação...
 
Livramento: Recém-nascido enfrenta espera por leito de UTI em hospitais da Região
Sueli Silva
Eles são ficam gastando o dinheiro com futebol e construindo escola e não pensam na saúde de ter um UTI...
 
Livramento: Recém-nascido enfrenta espera por leito de UTI em hospitais da Região
Denílson Oliveira
Governo do estado tinha que olhar um pouco mais pra livramento...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br