publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
05.Fev.2020 | 12:06
 
Bolsonaro diz que zera impostos se governadores acabarem com ICMS
 

 

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (5) que zera os impostos federais sobre combustíveis se os governadores também zerarem a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O preço dos combustíveis vem sendo tema de debates entre autoridades dos governos federal e estaduais. Enquanto governadores querem que o governo reveja os impostos federais sobre os combustíveis, como PIS, Cofins e Cide, Bolsonaro vem defendendo uma mudança na forma de cobrança do ICMS sobre esses produtos. O ICMS é um tributo estadual que representa uma fatia importante de arrecadação tributária dos governo locais. “Eu zero o federal se eles zerarem o ICMS. Está feito o desafio aqui agora. Eu zero o federal hoje, eles zeram o ICMS. Se topar, eu aceito”, disse ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira. Para o presidente, o tributo deveria ser calculado sobre o valor vendido nas refinarias e não nos postos de combustíveis. “Olha o problema que eu estou tendo com combustível. Pelo menos a população já começou a ver de quem é a responsabilidade. Não estou brigando com governadores. O que eu quero é que o ICMS seja cobrado no combustível lá na refinaria, e não na bomba. Eu baixei três vezes o combustível nos últimos dias, mas na bomba não baixou nada”, disse Bolsonaro. Os tributos federais incidentes sobre os combustíveis são a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), o Programa de Integração Social/Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (PIS/Pasep) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Em 2019, a arrecadação com PIS/Pasep, Cofins e Cide sobre os combustíveis totalizou R$ 27,4 bilhões, segundo dados da Receita Federal. Desse total, R$ 20,2 bilhões foi a arrecadação da Cofins, R$ 4,3 do PIS/Pasep e R$ 2,8 bilhões da Cide. Em 2018, a arrecadação de todas essas contribuições chegou a R$ 32,8 bilhões. Nesta manhã, ao deixar o Ministério da Economia para reunião com Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes preferiu não se manifestar sobre o assunto, ao ser questionado pela imprensa. O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, ao chegar ao Ministério da Economia, também não fez comentários.


 
(5) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 
Geofredo Azevedo escreveu: Populismo baixo. Ele sabe que não pode zerar os imposto sobre os combustíveis federal, a união vai perder uma receita de R$ 27 bilhões. Mande ele perguntar ao "AO POSTO IPIRANGA" se ele libera? Uma ova!! Ele também sabe que os estados não podem ficar sem essa receita. Resumindo. Querendo fazer populismo pros eleitores desinformados. Como sempre, a cada vez que abre a boca só sai merda. Mas a boiada aplaude. Com isso a corrupção aumenta e o desemprego nem se fala.
06.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
Geofredo escreveu: Populismo baixo. Mande ele perguntar ao "POSTO IPIRANGA" pra vê se ele libera. É claro que os Estados não vão fazer, uma das maiores arrecadações. Os estados já estão quebrados. Por outro lado a União tb não vai querer, perder os R$ 27 bi. O governo tá procurando briga desnecessária, como sempre.
05.Fev.2020
 
José sinval escreveu: Mais uma mentira deslavada desse ser que se humano. Acho que ele não deve ter noção da besteira que ele está falando. Como certeza que ele não sabe mas, para conhecimento dele e dos seus seguidores secretário, o imposto que fala em zerar, no ano passado, teve um arrecadação de 20 bilhões de reais. A pergunta que se faz é : qual o governo que vai querer perder uma arrecadação de 20 bilhões de reais? Sinval
05.Fev.2020
 
 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
26.Fev.2020 - E agora que o carnaval acabou?
26.Fev.2020 - Quatro pessoas morrem durante ‘Paredão’ em Anguera neste feriadão de Carnaval
22.Fev.2020 -
19.Fev.2020 - Choppada Privilege deve atrair muita gente bonita neste domingo, em Rio de Contas
19.Fev.2020 - Carnaval de Rio de Contas começa hoje com entrega das chaves da cidade ao Rei Momo
19.Fev.2020 - Atacante livramentense João Neto é convocado para Seleção Brasileira Sub-17
19.Fev.2020 - Justiça da Bahia autoriza nova perícia no corpo de Adriano da Nóbrega
19.Fev.2020 - 'Quem tem de queimar arquivo está no governo federal, e não Rui Costa', diz Lula
15.Fev.2020 - Deputado Marquinho Viana intervém para garantir mais um ônibus escolar para Livramento
15.Fev.2020 - Vacinação contra o sarampo mobiliza 42 mil postos de saúde pelo Brasil neste sábado
 
 
comentários
 
Chuva endossa reclama?es de moradores do Beira Rio
Nara
garanto que a matinha estava pior, ningu?m faz nada para reverter a situa??o, uma falta de respeito.
 
Livramento: Moradores do Beira Rio ironizam falta de pavimenta??o em ruas com faixa
Ana Renata Souza
Isso mesmo que outros bairros siga o exemplo fa?a o mesmo, Parab?ns.
 
Livramento: Moradores do Beira Rio ironizam falta de pavimenta??o em ruas com faixa
Rose Azevedo
temos que colocar uma placa dessa em todos os bairros que eles prometeram e nao calcaram aqui no taquari...
 
Livramento: Moradores do Beira Rio ironizam falta de pavimenta??o em ruas com faixa
Mateus Fagundes
Preocupar n?o 2020 ? ano de elei?es , ? a hora de d? o troco ..kkk
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 [email protected]