publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
09.Mai.2020 | 19:22
 
Coronavírus avança mais rápido em cidades pequenas, mostra levantamento
 

 

Depois de se disseminar pelas metrópoles e grandes centros urbanos do país, o coronavírus começa a chegar e a fazer vítimas numa velocidade preocupante nas pequenas cidades do país. Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que, nas duas últimas semanas, houve um aumento muito grande, em torno de 50% de novos casos, nos municípios que têm até 20 mil habitantes. Segundo os pesquisadores, o avanço da covid-19 em direção às cidades menores revela uma situação preocupante em razão da menor disponibilidade e capacidade de seus serviços de saúde. "O impacto do avanço da doença nos pequenos municípios está ligado ao fluxo de mais pessoas que precisam de atendimento especial", explica Mônica Magalhães, especialista em Geoprocessamento Aplicado à Saúde e Ambiente e pesquisadora do MoitoraCovid-19, projeto de monitoramento da pandemia da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com ela, o fluxo de pessoas de cidades menores em direção às maiores em busca de serviços médicos sempre existiu, sendo mapeado por estudos como o da pesquisa Regiões de Influência das Cidades (REGIC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "O que está acontecendo nesta pandemia é que o volume desse fluxo cresceu muito", diz. "Já vemos muito mais gente saindo dos municípios pequenos para os maiores, porque o número de casos de urgência é muito mais elevado do que a gente costuma acompanhar pelos indicadores de saúde, de uma maneira geral. Ou seja, está aumentando drasticamente a procura por serviços de internação e de UTI, que já vinham funcionando no limite durante o ano todo em situações normais." Para fazer o levantamento, os pesquisadores levaram em conta as regiões de saúde da REGIC e dividiram os municípios brasileiros em "redes de atendimento em saúde". "São grupos de cidades que apresentam forte interação entre si, considerando atendimentos a pacientes e serviços médicos", explica o geógrafo da saúde Raphael Saldanha, também pesquisador do MonitoraCovid-19.


 
(0) comentário(s)
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
24.Out.2020 - Mães e doulas querem derrubar medida que impede acompanhante no parto; Sesab resiste
23.Out.2020 - Brasil importou 16 das 31 vacinas oferecidas de graça pelo SUS; Índia é principal fornecedora
23.Out.2020 - Livramento: Na Ótica Popular seu óculos usado vale R$ 100,00; aproveite
23.Out.2020 - Justiça Eleitoral indefere 3 registros de candidatos a vereador em Livramento
22.Out.2020 - Livramento: Acessórios para celular e assistência técnica você encontra na JPCELL ACESSÓRIOS
22.Out.2020 - Kassio Marques é aprovado pelo Senado e assumirá vaga no STF
15.Out.2020 - Juiz eleitoral defere registro de candidatura de Carlão e põe fim a suspense
13.Out.2020 - Polícia Militar prende três homens armados em Dom Basílio
12.Out.2020 - Livramento: Suspeito de chefiar facção criminosa morre em confronto com o Peto, diz polícia
10.Out.2020 - Moradores reclamam que estão sem água nas torneiras em Livramento
 
comentários
 
Brasil importou 16 das 31 vacinas oferecidas de graça pelo SUS; Índia é principal fornecedora
José Sinval
Boa tarde. Infelizmente no nosso país, colocaram para governar, um louco retardado mental. Com...
 
Juiz eleitoral defere registro de candidatura de Carlão e põe fim a suspense
José Sinval
Boa noite. Imaginem a conta que o povo de livramento vai pagar para esse cara ser absolvição. Podem...
 
Livramento: Suspeito de chefiar facção criminosa morre em confronto com o Peto, diz polícia
Jose Sinval
Parabéns para PM. Sinval
 
Moradores reclamam que estão sem água nas torneiras em Livramento
José Sinval
Boa tarde. Reclamar dentro de casa, não adianta. O povo tem que irem para as ruas lutar pelos seus...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br