publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
01.Ago.2020 | 12:24
 
Governo assina documento que viabiliza 100 milhões de vacinas contra covid-19
 

 

O Ministério da Saúde, através da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e a AstraZeneca — em parceria com a Universidade de Oxford — assinaram hoje um documento que dará base para o acordo entre os laboratórios sobre a transferência e produção de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19, caso seja comprovada a sua eficácia e segurança. O secretário de vigilância em saúde da pasta, Arnaldo Correia de Medeiros, afirmou nesta semana que o primeiro lote —de 15 milhões de vacinas — deve chegar em dezembro deste ano. A imunização está na terceira e última fase de testes. O governo prevê um investimento de R$ 522,1 milhões na estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos. O objetivo, diz a pasta em nota, é ampliar a capacidade nacional de produção de vacinas e tecnologia disponível para a proteção da população. Os gastos adicionais de R$ 1,3 bilhão são referentes a pagamentos previstos no contrato de encomenda da vacina. "Demos mais um passo importante para a formalização do acordo entre os laboratórios. Essa ação do governo federal significa um avanço para o desenvolvimento de tecnologia nacional e de proteção da população brasileira", disse Camile Giaretta, diretora de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) elogiou ontem a candidata à vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e testada no Brasil. Durante sua live semanal, Bolsonaro disse apostar que "tudo dará certo" e que o país receberá 100 milhões de doses da vacina em 2020. "Se fala muito sobre a vacina da covid-19. Nós entramos naquele consórcio de Oxford, e pelo que tudo indica [a vacina] vai dar certo e 100 milhões de unidades chegarão para nós. Não é daquele outro país, não. Tá ok, pessoal?", disse o presidente, possivelmente fazendo referência à China, que está desenvolvendo uma vacina em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. (Fonte: Uol).


 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
13.Ago.2020 - DESEMBARGADOR PRESIDENTE PARTICIPA DE LIVE DA AMAB EM HOMENAGEM AO DIA DO MAGISTRADO; ASSISTA
13.Ago.2020 - Presidente da AL-BA promulga lei que reduz mensalidades na rede particular de ensino
13.Ago.2020 - Governo Federal entrega veículos à Conselhos Tutelares de Jussiape e mais 16 cidades da Bahia
13.Ago.2020 - Brumado registra 7ª morte de paciente com coronavírus; homem tinha 71 anos
11.Ago.2020 - Livramento: construtor tem sua conta no WhatsApp clonada
11.Ago.2020 - PM conduz quatro suspeitas de tráfico de drogas no Bairro Taquari
11.Ago.2020 - COVID-19: consumo de energia no país encerra julho próximo da recuperação
11.Ago.2020 - Artigo: O brasileiro e o imediatismo
11.Ago.2020 - Lagoa Real: Acidente de moto faz mais uma vítima fatal na BR-030
11.Ago.2020 - Lagoa Real: Acidente de moto faz mais uma vítima fatal na BR-030
 
comentários
 
Livramento: construtor tem sua conta no WhatsApp clonada
Jose Sinval
Nossa. Esse manchete sobre a clonagem da conta desse construtor vai mais importante do a descoberta...
 
Banco Central anuncia que lançará cédula de R$ 200 em agosto
Sonia Ambrosia
otimo muito bom
 
Livramento possui 6 pessoas em tratamento de coronavírus; 21 curadas
Jose Sinval
Eu não sei para que essa secretaria a manda desse prefeito postam esse grafico. Eles não conseguem fiscalizar...
 
Volume da Barragem Luiz Vieira volta a subir e registra 49.979.964 m3 de água acumulada
JosÉ Antonio Barbosa De Macedo
Vale ressaltar que as construções de barragens , é para armazenar água e evitar enchentes e o excedente...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br