publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
18.Nov.2020 | 04:07
 
Marcos do L12 fala sobre experiência de se candidatar à vereador
 

 

O candidato não eleito, Marcos da Santos (Marcos do L12) fundador do Blog L12 Sudoeste decidiu concorrer a um cargo de vereador de Livramento de Nossa Senhora nestas eleições e, com 117 votos, não conseguiu se eleger. Nessa reportagem, o Cabo da PM e estudante de jornalismo revela as nuances de sua candidatura e porque decidiu se candidatar de última hora. Confira na íntegra.

L12 Sudoeste: Porque você resolveu de última hora se candidatar

Marcos - Se você não decide, alguém decide por você! Quando eu resolvi me candidatar a vereador em Livramento muita gente me perguntou como eu conseguia me envolver com política. “cara, isso é nojento! Você vai ter estômago? Como você consegue?”. Hoje eu penso justamente ao contrário, como as pessoas não conseguem se envolver na política. Na verdade elas mal sabem que é o silêncio dos bons que ajuda a eleger os corruptos, e que esse silêncio faz a alegria da bandidagem. Quanto mais distante estivermos, mais fácil é pra quem rouba.


L12 Sudoeste: A que você atribui o fato de não consegui se eleger?

- Veja bem, anunciei a minha pré-candidatura há pouco mais de 2 meses da eleição, não houve tempo preparatório, foi tudo muito rápido e, mesmo assim, consegui fazer uma campanha diferente de todos. Diferente na  abordagem, uma nova roupagem na forma de divulgação, sem ofensas contra ninguém, uma campanha linda, respeitosa. Pela primeira vez se teve noticias de que um candidato a vereador no município apresentou projetos de maneira técnica e bem elaborada aos eleitores. Indo agora à questão central da pergunta, sobrou estratégia, mas acredito que faltou tempo para trabalhar com as comunidades, faltou tempo para as pessoas me conhecerem melhor para saber que as minhas propostas foram verdadeiras.

L12 Sudoeste: Você acha que  faltou apoio à sua candidatura por parte das lideranças?

- Geralmente quando um funcionário público resolve se candidatar fica sempre aquela incognita? Será que ele está se candidatando somente para ficar de licença? No meu caso houve demora para as pessoas entederem que eu me candidatei de verdade, para ser eleito. Eu estava decidido a abandonar a minha carreira policial caso eleito e, profissionalmente, recomeçar no setor privado. Entendendo que politica não é profissão, seria eleito, mas não iria sentar na cadeira do legislativo pra sempre.

- Não digo que faltou apoio dentro do grupo em que estava, mas tive algumas dificuldades sim, que, ao meu ver, incomodou e atrapalhou a minha campanha.


L12 Sudoeste: Qual a maior dificuldade que você encontrou nessa campanha?

- Eu sabia que em certo momento da campanha ia me deparar com aquele eleitor intereiseiro, que pede bloco, areia, telha, cimento, óculo e até dentadura para poder me declarar um voto, mas confesso que não sabia que era tanta gente assim! Essa era a minha maior dificuldade, administrar essa situação. Eu nunca tive um contato tão direto assim com a base da corrupção, todos os meus votos enquanto eleitor foram por acreditar nas propostas dos candidatos.

Ser candidato em livramento defendendo a bandeira da renovação é algo extremamente complicado. Se você consultar a relação de eleitos, chegará a conclusão de que a luta pela renovação em Livramento fracassou. Teve candidato que não apresentou nenhum projeto durante toda a temporada como vereador, votou a favor de projetos nocivos, como a Reforma Trinutária Municipal, que elevou os encargos das empresas livramentenses em quase 300%, e o eleitor reelegeu esse cidadão com a narrativa de que foi o cara mais atuante da Câmara,  pior foi ver o cidadão que foi diretamente prejudicado fazendo campanha para o reeleger, chega a ser bizarro. A nossa Câmara chegou a um ponto em que se o vereador fala dois minutos no microfone, ele já pode ser considerado o melhor nos 4 anos de mandato.

L12 Sudoeste: Você acha que com essa nova composição vai mudar alguma coisa na Câmara?

- Não acho, tenho certeza que não, mas vou torcer para que aconteça um milagre e esses representantes começem a exercer o papel de vereador, de verdade.

L12 Sudoeste: Se não fosse candidato, em quem você depositaria o seu voto para vereador? 

Iria tentar escolher um nome novo, mas se faltasse essa opção votaria no saudoso Paulo Lessa, caso estivesse vivo obviamente, porque de todos os que ví passar por lá, no meu ponto de vista, era o mais preparado e mais técnico politicamente.

L12 Sudoeste: Várias pessoas estão dizendo que você escolheu o lado errado para se candidatar pela primeira vez, se fosse ao lado do prefeito talvez seria eleito, você concorda.

- Essa é uma pergunta complicada de responder, mas eu não me arrependo de ter escolhido o “55” para sair candidato, escolhi com convicção, mas de uma coisa eu tenho certeza, maior parte dos votos que recebi migraram de lá, percebia pelas redes sociais, onde algumas pessoas postavam apoios à Ricardinho e para vereador Marcos do L12, não vi isso acontecer com nenhum outro candidato.

L12 Sudoeste: Em algum momento você sentiu que Dr. Carlos iria perder a eleição?

- Do momento em que entrei no grupo até a eleição eu tinha absoluta certeza de que Dr. Carlos venceria a eleição e com boa margem de sobra, porque eu ouvia as pessoas nas comunidades, era pouca gente que declarava voto ao candidato da situação, a maior parte declara apoio a Dr. Carlos. O resultado das urnas pra mim foi uma grande surpresa. Até às 17h do dia da votação todos tinham plena certeza da vítoria.

L12 Sudoeste: Houve muitos momentos de tensão e agressões durante essa campanha, você se deparou com situação como essa?

- Quando eu decidi candidatar falei para minha comandante que ela pudesse ficar despreocupada, que faria de tudo para não expor a corporação. Nessa campanha eu tive a oportunidade de provar para algumas pessoas que não sou o policial Bad Boy, o qual imaginavam, que tenho equilibrio emocial saudável. Entrei e sair de uma campanha delicada, de pés no chão, entrava e saia sozinho em qualquer comunidade, em qualquer hora do dia ou da noite. Incursei dentro de movimentos da coligação adversária sem sofrer um arranhão ou agressão verbal. Provei que tem sim como fazer política respeitando as pessoas e até mesmo adversários, porque o povo não suporta mais o discurso do ódio na política, isso está cada vez mais explícito.

L12 Sudoeste: Você pretende se candidatar de novo ou apoiar alguém?

- Se Deus assim os permitir, voltarei em 2022 pavimentando uma possivel pré-candidatura a deputado estadual.

L12 Sudoeste: Pretende continuar no atual grupo político? Considerações finais.

Devo retornar para a ativa na polícia nos próximos dias, enquanto isso, não poderei fazer parte de nenhuma agremiação política, conforme determina as regras militares. Agradeço à coligação “O cuidado que Livramento Precisa”, em nome de Dr Carlos e da então candidata à vice Nete e demais lideranças, enfim à todos que compuseram o grupo de oposição e, especialmente, a cada eleitor que depositou o seu voto de confiança em mim.

Gostaria de fazer um pedido ao candidato reeleito Ricardinho: Agregue em sua nova gestão um pouco mais de humildade, pureza, caridade, principais de todas as virtudes e, tenho certeza, que fará uma gestão muito melhor do que essa que passou.

 


 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
29.Nov.2020 - Herzem Gusmão é reeleito prefeito de Vitória da Conquista
29.Nov.2020 - Livramento: Secretaria de Saúde divulga dados superficiais em relação à realidade sobre COVID-19; Paciente luta por vaga em UTI
27.Nov.2020 - Expectativa de vida do brasileiro cresce para 76,6 anos, diz IBGE
25.Nov.2020 - Bolsonaro não descarta prorrogação do auxílio emergencial
25.Nov.2020 - Morre Diego Maradona, aos 60 anos
24.Nov.2020 - Acidente deixa um morto e dois feridos em Dom Basílio
24.Nov.2020 - Objeto luminoso no céu chama a atenção de moradores em cidades do Nordeste
23.Nov.2020 - Rio de Contas: Barragem Luiz Vieira está muito perto de sangrar
23.Nov.2020 - Mais duas pessoas morrem em decorrência da COVID-19 em Ituaçu
23.Nov.2020 - Guanambi: PRF-BA apreende cocaína avaliada em R$ 500 mil; droga iria para Juazeiro
 
comentários
 
Bolsonaro não descarta prorrogação do auxílio emergencial
José Sinval
A ta. Sentem e esperem viu. Esse cara não honra nem as calças dele, vai honra compremissões! Eu dúvida....
 
Rio de Contas: Barragem Luiz Vieira está muito perto de sangrar
Durval Guimarães Tanajura
Explanação muito bem feita. Obrigado.
 
Com aumento de mortes e casos de Covid-19, Brasil pode retomar isolamento social
Alana M
Sim e preparem Livramentenses pelo pouco caso que fizeram com a covid durante a política , o preço ta...
 
Com aumento de mortes e casos de Covid-19, Brasil pode retomar isolamento social
José Sinval
Boa tarde. Concordo com vc plenamente Alana. Infelizmente o que se viu durante esse pleito eleitoral,...
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2020. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br