publicidade
publicidade
 
 
 
 
publicidade
 
 
l12 imagens
 
 
publicidade
11.Fev.2021 | 02:17
 
Na Bahia, Vitória da Conquista fica em 1º lugar em ranking das melhores cidades do país
 

Foto: L12 Sudoeste.
 

Divulgado com exclusividade pela revista Exame, nesta terça-feira (9), Vitória da Conquista desponta em 1º lugar, entre as cidades baianas, no ranking do Índice de Desafios da Gestão Municipal 2021 (IDGM), da consultoria Macroplan. Na comparação com o ano anterior, o município ganhou 11 posições e 44 posições na década, ficando à frente de Salvador (2º), Feira de Santana (3º) e Camaçari (4º). Somente esses quatro municípios foram classificados no ranking de 100 no Brasil. Dentre as quatro áreas avaliadas na pesuisa, Vitória da Conquista teve sua melhor posição em Saneamento e Sustentabilidade: 18ª posição. A posição nas outras áreas foi: 43ª em Saúde, 69ª em Educação e 98ª em Segurança. Na última década, a cidade melhorou sua posição no ranking em 3 áreas, e perdeu posição em 1 área: Educação (+27 posições); Saúde (+51 posições); Segurança (-4 posições); e Saneamento e Sustentabilidade (+52 posições). Vitória da Conquista alcançou 5,6 pontos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Ensino Fundamental I na rede pública em 2019, nota menor que a média dos 100 maiores municípios do país analisados. Está na 61ª melhor posição entre eles nesse último ano. Em 2009, ocupava a 100ª melhor posição com uma nota menor que a média dos 100 municípios. O indicador cresceu 2,7 pontos entre 2009 e 2019. Essa foi a 1ª melhor variação entre os 100 municípios no período. Tal resultado decorreu do crescimento de 20,9 p.p. da taxa de aprovação e do crescimento de 2,0 pontos na nota média dos alunos no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O número de alunos matriculados no Ensino Fundamental I da rede pública no município caiu de 23.309 para 19.825 entre 2009 e 2019. Estima-se que 89,5% da população de Vitória da Conquista tenha sido atendida por serviço de coleta de resíduos domiciliares em 2019, percentual menor que a média dos 100 maiores municípios do Brasil analisados nesse ano. Esse resultado colocou a cidade na 97ª melhor cobertura entre as analisadas. O município ocupava a 76ª posição em 2009, com uma taxa de cobertura igual a 0,0%. A taxa de mortalidade infantil em Vitória da Conquista foi igual a 10,6 por mil nascidos vivos em 2019, menor que a média dos 100 maiores municípios do país. Essa foi a 34ª menor taxa de mortalidade infantil nesse último ano. Entre 2009 e 2019, a taxa de mortalidade caiu 53,9% no município. Essa variação foi a 2ª melhor entre os 100 municípios. Foram registrados 123 óbitos infantis em 2009. Em 2019, o número foi para 59. A variação no período foi de -52,0%, a 2ª melhor entre os 100 municípios. O maior número de mortes infantis no município ocorreu na fase neonatal precoce. Foram registradas 35 mortes nessa fase, o que representa 59,3% das mortes infantis nesse ano. Estima-se que 77,1% das mortes nessa fase tenham ocorrido por causas evitáveis. A taxa de homicídios em Vitória da Conquista variou de 59,6 para 51,4 por 100 mil habitantes entre 2009 e 2019. Nesse último ano, a cidade apresentou uma taxa maior que a média dos 100 maiores municípios do Brasil, ocupando a 97ª melhor posição no ranking. O número de homicídios em Vitória da Conquista passou de 190, em 2009, para 174, em 2019, uma variação de -8,4% no período. As maiores vítimas de homicídios no município são homens, 92,5% em 2019, negros ou pardos, 92,0%, e jovens, 48,9%. Ademais, estima-se que 68,4% dos homicídios no município nesse mesmo ano tenha envolvido o uso de arma de fogo.

 


 
(0) comentário(s)
publicidade
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
 Código:
 
 
21.Fev.2021 - Jovem é morto a tiros no distrito de Cascavel em Ibicoara
21.Fev.2021 - Rui Costa amplia toque de recolher para 20h e horário de bares até 18h
20.Fev.2021 - Rui Costa diz que internações em UTIs batem recorde e toque de recolher pode ser ampliado na Bahia
18.Fev.2021 - Inscrição no novo auxílio emergencial de 2021 será feita com base no cadastro antigo
18.Fev.2021 - Livramento e mais 09 cidades sob responsabilidade da 46ª CIPM terão toque de recolher
15.Fev.2021 - Bahia registra 61 mortes e 2.584 novos casos de covid-19 em 24 horas
12.Fev.2021 - Novo auxílio deve ter 4 parcelas de R$ 250
12.Fev.2021 - Tanque Novo: Agências bancárias sofrem ação de assaltantes na madrugada
12.Fev.2021 - LISTA DE OFERTAS CENTRAL DAS CARNES
11.Fev.2021 - Livramento terá representante na elite do futebol; Atacante João Neto renova com o Fluminense até 2024
 
comentários
 
Livramento e mais 09 cidades sob responsabilidade da 46ª CIPM terão toque de recolher
José Sinval
Bom dia. Nas outras cidades, eu não posso afirmar se vão cumprir tal medida eu não seia. Mas em...
 
Novo auxílio deve ter 4 parcelas de R$ 250
Luciene Silva Freire Trindade
Terei direito ao auxílio emergencial parcela dezembro
 
Caetité: Bamin inicia produção de minério de ferro e prevê R$ 4 bilhões para ampliar capacidade
Andreia Silva De Jesus
Onde é esse lugar
 
Deixe-as ir, não corra atrás!
Nêm Do ônibus
Parabéns pelo texto, excelente!
 
 
 
publicidade
 
 
arquivos
 
 
 
 
L12 Notícias © 2010-2021. Todos os direitos reservados.
 sai@l12.com.br