03.Jun.2014 | 07:19
 
População se mobiliza contra a abertura de poços nas nascentes dos Rios de Contas e Paraguaçu
 

Comunidades se mobilizaram e ameaçaram invadir as propriedades para bloquear as máquinas. (Foto: Reprodução).
 

Do L12 Notícias / Jornalismo

Piatã - Movimento pela preservação das nascentes do  Rio de Contas, rio que banha o estado da Bahia e que tem sua nascente na Serra da Tromba, entre os municípios de Piatã e Rio de Contas, e passa pelas cidades de Abaíra, Jussiape, Dom Basílio, Brumado, Tanhaçu, Jequié (onde foi erguida a Barragem de Pedras), Jitaúna, Ipiaú, Itagibá, Barra do Rocha, Ubatã, Ubaitaba e Aurelino Leal, continua a luta contra a construção da barragem  que irá beneficiar o agronegócio. De acordo informações passadas ao L12 Notícias, no município de Piatã, nas comunidades de Porteiras e Ressaca, as empresas conseguiram uma licença simplificada junto ao INEMA para a perfuração de 8 (oito) poços de grande vazão nas nacentes dos Rios de Contas e Paraguaçu, já que não conseguiram dar início a construção da barragem. Com a ação, a população daquelas  comunidades  se mobilizaram  e ameaçaram invadir as propriedades para bloquear as máquinas. A polícia foi acionada para conter os ânimos dos populares. A principal preocupação da população é que, caso os poços sejam perfurados e entrem em operação, as nascentes que abastecem várias comunidades sequem e ainda cause um irreversível impacto ambiental que poderá prejudicar todas as cidades que dependem do abastecimento destes rios.