25.Out.2017 | 07:33
 
Câmara vota denúncia contra Temer com governabilidade em jogo
 

Foto: Reprodução.
 

O plenário da Câmara dos Deputados volta a decidir, nesta quarta-feira (25), o destino de mais uma denúncia contra o presidente da República, Michel Temer. Será a segunda vez que o peemedebista passa por esse tipo de escrutínio. Dessa vez, o desafio vai além de conseguir o mínimo de 172 votos necessários para barrar o avanço das acusações para o Supremo Tribunal Federal (STF). Em jogo está o poder de controle de Temer sobre a própria base e o futuro de medidas impopulares, como a Reforma da Previdência. Na votação da primeira denúncia contra Temer, em agosto, o Planalto conseguiu o apoio declarado de 263 deputados. Juntando com ausências e abstenções, a vantagem do governo na votação foi o equivalente a pouco mais da metade da Câmara dos Deputados — em uma clara demonstração de força da coalizão que sustenta o peemedebista. Para a votação de hoje, o objetivo do governo é, no mínimo, repetir esse desempenho para, assim, afastar qualquer ameaça de se tornar um “pato manco” nos 14 meses que lhe restam de mandato.